Stock: Câmbio travado parou Hybernon em Santa Cruz

Cearense contente com melhora no carro, mas triste pela quebra do câmbio.


Dois momentos distintos viveu Hybernon Cysne  (Construtora Marquise/ Newland/ Beach Park/ Capitalize Fomento/ EIT/ Aspectho/ Banco Pine/ Trana/ Construtora Carioca)  nesta 7ª etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car V8, disputado neste último domingo no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul. O cearense ficou extremamente satisfeito com o rendimento apresentado pelo seu Chevrolet Astra, mas lamentou a quebra do câmbio.

 

Hybernon nesta prova já foi assessorado pelo novo engenheiro da Powertech, Luiz Schaffer, que introduziu várias mudanças no carro, permitindo ao piloto explorar muito mais o potencial do carro. Nos treinos livres o piloto já pode sentir a melhora, e a evolução fez diminuir a desvantagem que vinha tendo nas últimas provas. Na classificação a diferença entre os compostos dos pneus Pirelli penalizou a muitos pilotos, entre eles o piloto da equipe paranaense.

 

“Quem ainda tinha pneus do lote antigo se deu bem. Os pneus novos não tem um bom desempenho, chegando a piorar em um segundo o tempo em relação aos antigos”, comentou o piloto.

 

Largando do fundo do grid, Hybernon tomou cuidado para evitar os tradicionais acidentes da primeira volta, que mais uma vez se fizeram presentes. Na quarta volta o cearense acabou rodando na entrada da reta, e no melhor estilo “Nigel Mansell” evitou uma batida no muro, dando um 360º na pista.

 

“Meu engenheiro me avisou pelo rádio que os pneus já haviam atingido a temperatura ideal e eu poderia forçar um pouco mais, acabei entrando muito forte na curva da reta dos boxes, e a traseira saiu de uma vez”, contou o piloto. “Mantive a direção reta, e quando o carro apontou para frente após a rodada, engatei uma segunda e por sorte não bati”, completou.

 

Depois do incidente os pneus ficaram ovalizados, e o rendimento não foi mais o mesmo. O problema no entanto foi o câmbio que passou a escapar marchas. Na 19ª volta o câmbio simplesmente parou de funcionar e o piloto foi obrigado a abandonar a corrida.

 

“Ainda tentei engatar alguma marcha, mas não funcionava mais nada. Apesar disto fiquei contente em perceber o avanço que tivemos nesta corrida”, concluiu.

 

A próxima etapa da Stock V8 será no dia 24 de setembro, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *