Stock Car: Felipe Fraga e Átila Abreu vencem em Cascavel

Felipe Fraga (Cimed Racing) e Átila Abreu (Shell V-Power), foram os vencedores da nona etapa da temporada, disputada em Cascavel, no Paraná.

Prova 1:

Fraga venceu a primeira prova. A sua segunda vitória no ano. Gabriel Casagrande (Crown Racing) e Cacá Bueno (Cimed Racing) completaram o pódio.

O campeão de 2016 assumiu a ponta após a parada obrigatória nos boxes. Vencendo com 4s5 de vantagem sobre Casagrande, que alinhou na pole. Buenoo foi o terceiro.

“A equipe está de parabéns por essa vitória e por ter colocado três pilotos no pódio com o (Gabriel) Casagrande e o Cacá (Bueno). O carro estava muito bom e os mecânicos fizeram um pit-stop muito rápido. Nós mudamos a estratégia por causa do safety car, então tive que acelerar ainda mais e pressionar o Casagrande antes do pit-stop. Depois foi só levar o carro até o final e estou muito feliz por vencer mais uma corrida, como fiz na etapa passada no Velopark”, disse Fraga.

Daniel Serra (Eurofarma RC) terminou em quarto, seguido por Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) e Rubens Barrichello (Full Time Sports).

Denis Navarro (Cavaleiro Sports), Abreu, Valdeno Brito (Prati-Donaduzzi Racing) e Rafael Suzuki (Hot Car Competições) commpletaram os dez primeiros.

Com o grid dos dez primeiros invertido Suzuki garantiu a primeira posição para a segunda prova.

Bruno Baptista (RCM Motorsport) sofreu um forte acidente na Curva do Bacião. O carro ficou bastante danificado, com o piloto siando ileso. Com os danos no carro, Baptista ficou fora da segunda prova.

Corrida 1
1 . Felipe Fraga ( Cimed Racing ), 35 voltas em 42min33s
2 . Gabriel Casagrande ( Crown Racing ), a 4.528
3 . Cacá Bueno ( Cimed Racing ), a 6.879
4 . Daniel Serra ( Eurofarma RC ), a 7.934
5 . Felipe Lapenna ( Cavaleiro Sports ), a 8.577
6 . Rubens Barrichello ( Full Time Sports ), a 9.213
7 . Denis Navarro ( Cavaleiro Sports ), a 9.713
8 . Átila Abreu ( Shell V-Power ), a 14.998
9 . Valdeno Brito ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 16.412
10 . Rafael Suzuki ( Hot Car Competições ), a 17.175
11 . Marcos Gomes ( KTF Sports ), a 18.347
12 . Nelson Piquet Jr ( Full Time Sports ), a 29.774
13 . Julio Campos ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 35.023
14 . Thiago Camilo ( Ipiranga Racing ), a 38.305
15 . Ricardo Zonta ( Shell V-Power ), a 1 volta
16 . Bia Figueiredo ( Ipiranga Racing ), a 1 volta
17 . Marcel Coletta ( Crown Racing ), a 1 volta
18 . Ricardo Maurício ( Eurofarma RC ), a 2 voltas
19 . Cesar Ramos ( Blau Motor Sports ), a 5 voltas
20 . Galid Osman ( Shell Helix Ultra ), a 7 voltas

Não completaram 75% da prova
Diego Nunes ( KTF Sports ), a 9 voltas
Max Wilson ( RCM Motorsport ), a 10 voltas
Gaetano di Mauro ( Shell Helix Ultra ), a 12 voltas
Allam Khodair ( Blau Motor Sports ), a 13 voltas
Lucas Foresti ( Vogel Motorsports ), a 15 voltas
Bruno Baptista ( RCM Motorsport ), a 26 voltas

Melhor volta: 1:02.584, Gabriel Casagrande

Prova 2:

Abreu venceu a segunda prova. A sua primeira vitória no ano. Thiago Camilo (Ipiranga Racing) foi o segundo, seguido por Barrichello.

Saindo em primeiro, Suzuki liderou as sete primeiras voltas, antes entrar nos boxes. Abreu adiou a entrada nos boxes em três voltas, em relação aos rivais. A estratégia deu certo e Abreu assumiu a liderança depois de sua parada. Vencendo com 2s334 de vantagem sobre Camilo, que fez grande proa, após largar do fundo do grid. Barrichello foi o terceiro.

“Quando terminou a primeira corrida pensei que deveríamos ter reabastecido mais. Na corrida 2, o (Rafael) Suzuki abriu muito no começo, eu era um pouco mais rápido do que o Valdeno (Brito) e economizei um pouco de push. Ele deu uma errada, e passei acionar o push. Isso foi importante, e consegui abrir vantagem. Sabia que o Thiago (Camilo) teve uma punição na primeira corrida e abasteceu mais, por isso sabia que a briga seria com ele e o Suzuki. O Suzuki teve um problema, e ficamos o Thiago e eu. Ele veio chegando, mas talvez tenha ficado sem pneu, o que aconteceu comigo também. Optei por não trocar o dianteiro e no fim fiquei com medo de estourar. Ainda bem que o Thiago perdeu um pouco o ritmo e deu para economizar também”, detalhou Átila.

Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) terminou em quarto, seguido por Ricardo Maurício (Eurofarma RC).  Saindo da última posição Lucas Foresti (Vogel Motorsports) fez uma grande prova, sendo o sexto colocado.

Suzuki, Casagrande, Allam Khodair (Blau Motor Sports) e Marcel Coletta (Crown Racing) fecharam os dez primeiros.

Entre os acidentes e toques, destaque para a saída de pista de Brito no Bacião. E um toue entre Fraga e Lapenna.

Fraga e Serra estão empatados na liderança do campeonato, ambos com 264 pontos. Camilo é o terceiro com 248.

“Sair daqui ainda líder é um lucro. Se não fosse o furo do pneu na primeira prova poderíamos ter ido melhor ainda. O importante é estar “no bolo”. Esse era nosso intuito, manter a liderança”, disse Mauricio. “Foi um resultado mediano. Legal ter um bom resultado na primeira corrida, mas na segunda o Valdeno fez uma manobra que não entendi e que me atrapalhou um pouco”, finalizou Serra.

A próxima etapa acontece no dia 10 de Novembro, no Velo Città.

Corrida 2
1 . Átila Abreu ( Shell V-Power ), 38 voltas em 44min48s
2 . Thiago Camilo ( Ipiranga Racing ), a 2.334
3 . Rubens Barrichello ( Full Time Sports ), a 3.319
4 . Julio Campos ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 5.250
5 . Ricardo Maurício ( Eurofarma RC ), a 5.509
6 . Lucas Foresti ( Vogel Motorsports ), a 6.325
7 . Rafael Suzuki ( Hot Car Competições ), a 7.507
8 . Gabriel Casagrande ( Crown Racing ), a 9.562
9 . Allam Khodair ( Blau Motor Sports ), a 9.763
10 . Marcel Coletta ( Crown Racing ), a 11.274
11 . Bia Figueiredo ( Ipiranga Racing ), a 13.728
12 . Cacá Bueno ( Cimed Racing ), a 15.246
13 . Diego Nunes ( KTF Sports ), a 15.548
14 . Felipe Fraga ( Cimed Racing ), a 20.463
15 . Daniel Serra ( Eurofarma RC ), a 22.764
16 . Ricardo Zonta ( Shell V-Power ), a 25.530
17 . Nelson Piquet Jr ( Full Time Sports ), a 37.839
18 . Denis Navarro ( Cavaleiro Sports ), a 1 volta
19 . Cesar Ramos ( Blau Motor Sports ), a 1 volta

Não completaram 75% da prova
Valdeno Brito ( Prati-Donaduzzi Racing ), a 17 voltas
Felipe Lapenna ( Cavaleiro Sports ), a 19 voltas
Gaetano di Mauro ( Shell Helix Ultra ), a 20 voltas
Marcos Gomes ( KTF Sports ), a 23 voltas
Max Wilson ( RCM Motorsport ), a 35 voltas
Galid Osman ( Shell Helix Ultra ), a 36 voltas
Bruno Baptista ( RCM Motorsport ), não largou

Melhor volta : 1:02.746, Cesar Ramos

Os dez melhores no campeonato:

1. Ricardo Mauricio e Daniel Serra, 264
3. Thiago Camilo, 248
4. Rubens Barrichello, 239
5. Felipe Fraga, 224
6. Julio Campos, 223
7. Gabriel Casagrande, 190
8. Cacá Bueno, 181
9. Max Wilson, 133
10. Bruno Baptista, 126

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *