Stock: CBA faz nova vistoria no Autódromo de Interlagos

Entidade luta para que nova curva do Café tenha área de escape com 15 metros

Representantes da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), da Federação de Automobilismo de São Paulo (Fasp), Administração do Autódromo de Interlagos e da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras da Prefeitura de São Paulo definiram ontem (11, segunda-feira) os detalhes para a obra de área de escape da Curva do Café, que antecede a reta dos boxes do circuito paulistano. A vistoria feita no local é o segundo passo no projeto de reforma e deu continuidade à análise feita neste domingo pelo presidente da CBA, Cleyton Pinteiro. A nova área de escape terá formato semelhante à da entrada da Reta Oposta, e a construção deve retirar aproximadamente seis lances da arquibancada do local.

Para distinguir a pista da nova área será construída uma zebra como as utilizadas na Fórmula 1 em circuitos como Melbourne (Austrália). Essa demarcação será construída na linha branca que hoje define o fim do traçado e apontará o início da área de escape, também caracterizada por uma ligeira inclinação para cima, recurso para reduzir ainda mais a velocidade dos carros no local. A área de escape começará na Curva do Café e se estenderá até a linha que demarca a entrada dos boxes.

O projeto deverá prever também a manutenção do “softwall”, solução que absorve melhor o impacto em relação às barreiras de pneus. Na nova área de escape esse item será recuado. O projeto da reforma será finalizado nos próximos dias e entregue para avaliação da CBA, que posteriormente encaminhará o documento à FIA (Federação Internacional do Automóvel). O passo seguinte será a visita de um inspetor técnico da entidade sediado em Genebra, na Suíça (onde ficam os escritórios da entidfade), para aprovar a construção. As obras começarão logo após o processo público de licitação e serão iniciadas na área externa da pista, que só deverá ser interditada no processo final da construção. A nova área de escape está prevista para ser inaugurada no início de agosto.

A vistoria de ontem teve a presença do diretor de marketing da CBA, Paulo Gomes, que se encontrou com Octávio Guazelli (gestor do autódromo), José Aloizio Cardozo Bastos (Presidente em exercício da Fasp), Pedro Pereira Evangelista e Ruy Takeshi, respectivamente Secretário Adjunto e engenheiro da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras de São Paulo. Segundo Gomes, a vistoria foi muito boa e reforçou o empenho de todos:

“A questão está sendo tratada com muita seriedade por todo mundo. Gostaria de agradecer ao prefeito Gilberto Kassab e ao Caio Luiz de Carvalho, presidente da SPTuris, pelo empenho na resolução do caso. Seria super bacana se inaugurássemos na semana da corrida da Stock Car, em 7 de agosto.”

Para o gestor do Autódromo, Octávio Guazelli, está sendo feito um esforço de toda a comunidade do automobilismo, como pilotos, dirigentes e administradores:

“Apesar de a solução no papel parecer fácil, estamos tratando de uma obra de execução complexa por causa dos muros de contenção e de toda estrutura que precisa ser feita. A proposta é de renovação, porque o automobilismo está em constante evolução e as pistas precisam acompanhar esse desenvolvimento.” 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *