Stock: Circuito de Campo Grande completa dez anos entre os mais exigentes da Stock Car

Pista está entre as mais desafiadoras do ano, apontam pilotos da Itaipava Racing Team

O circuito de Campo Grande (MS), inaugurado em 2001, está bem próximo de completar dez anos e continua sendo um dos mais desafiadores do atual calendário da Stock Car. Não por acaso, fez sete vencedores diferentes em nove edições, entre eles o piloto da Itaipava Racing Team, David Muffato. Ele foi um dos únicos a ganhar mais de uma vez na pista sul-mato-grossense, as duas em 2003, ano em que conquistou o título da Stock Car.

“Tenho realmente uma sequência muito boa nessa pista. Além das vitórias, consegui alguns pódios e sempre tive bom desempenho. É um circuito que eu gosto e que posso dizer que me traz sorte”, fala David Muffato. Tanto para ele quanto para o companheiro de equipe na Itaipava Racing Team: nos últimos quatro anos, Luciano Burti marcou pontos chegando sempre entre os dez primeiros em Campo Grande.

“Não é uma pista fácil. Ficou melhor com o recapeamento, um pouco menos complicada em termos de acerto. Dá para trabalhar de forma mais precisa no ajuste do carro, mas continua sendo um traçado muito técnico”, analisa Luciano Burti. Os dois pilotos da Itaipava Racing Team voltam ao circuito depois de dois resultados positivos por lá no ano passado: David Muffato foi o sexto e Luciano Burti terminou na sétima posição em 2010.

“Os pilotos geralmente preferem as pistas com curvas de alta velocidade e aqui estamos partindo para um circuito mais travado, com contornos mais fechados, o que não deixa de ser um grande desafio”, acrescenta Luciano Burti. Ele vem de excelentes resultados nos treinos classificatórios das duas últimas corridas – largou na pole position e em terceiro lugar nas provas mais recentes – mas ainda busca um lugar na zona de classificação para o PlayOff.

“É claro que se pensarmos no desempenho de pista e nos resultados que escaparam das nossas mãos era para estarmos praticamente classificados. Então, eu chego a Campo Grande com as duas coisas na cabeça. Estou muito focado em marcar pontos para o campeonato, mas quando a vitória está tão próxima é obrigação do piloto lutar por ela”, conclui o piloto da Itaipava Racing Team. Pensamento bastante semelhante ao de David Muffato.

“Quero sair de Campo Grande no mínimo com dez pontos a mais. Minha meta é conseguir me estabelecer na zona de classificação para o PlayOff. Com os pontos que deixei de marcar na terceira etapa, dava para estar em sétimo no campeonato, então temos que correr atrás”, avalia David Muffato, que no momento ocupa a posição limite para entrar na disputa pelo título, em décimo na tabela de pontos.

“Aqui, é muito importante conseguir um bom lugar no grid de largada, que foi o que faltou para mim no Velopark”, conclui David Muffato. A quinta etapa da temporada da Stock Car será disputada neste domingo (5), em Campo Grande, com largada marcada para 11h35 no horário de Brasília. No ano passado, a vitória ficou com Nonô Figueiredo, na época correndo sob a estrutura de Ereneu Boettger, atual chefe de equipe da Itaipava Racing Team.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *