Copa Montana: Pachenki, líder, aponta regularidade como arma pelo título

Líder da Copa Montana, Pachenki promete campanha regular pelo título

Atual campeão e vencedor da última etapa, paranaense vê chance favorável de pódio neste domingo em Campo Grande

A temporada de 2011 da Copa Chevrolet Montana terá sequência neste domingo (5), com a terceira de suas nove etapas no Autódromo Internacional de Campo Grande. A categoria retorna a Mato Grosso do Sul tendo na liderança o paranaense Diogo Pachenki, que conquistou o título de 2010. O piloto da Nascar Motorsport aposta na regularidade para se manter como candidato forte a mais um campeonato na série de acesso à Stock Car.

“Chego como líder, com uma diferença muito pequena para os pilotos que vêm logo atrás no campeonato. Então o momento não é de administrar nada, não existe uma vantagem para ser administrada. Tenho que conquistar pontos, muitos pontos”, estipula Pachenki. “Minha estratégia para tentar mais esse título vai ser a mesma dos outros anos, a regularidade“, acrescenta o paranaense, que tem apoio de Colchões Ecoflex, Climatizadores União e Mion.

Pachenki tem em Campo Grande uma de suas pistas preferidas, embora nunca tenha vencido no traçado de 3.433 metros – seu melhor resultado naquela pista foi o segundo lugar na etapa da Stock Car V8 Light em 2004, ano em que foi campeão brasileiro. “Gosto muito de correr lá e sei que a chance de estar no pódio domingo é favorável. Vai ser um fim de semana de muito trabalho, como todos os outros, mas a gente vai para lá confiante”, diz.

A Nascar Motorsport não obteve bons resultados em Campo Grande na etapa de 2010. “O Aloysio (Andrade, chefe da equipe) teve problemas pessoais e não pôde estar lá, isso dificultou um pouco as coisas. Desta vez nós vamos para lá preparados para um bom resultado. A meta, lógico, é continuar na liderança do campeonato, e se possível aumentar a diferença de pontos, mas é o que eu digo: nossa arma para o título vai ser a regularidade”.

A liderança do campeonato foi conquistada por Pachenki com a vitória na corrida de 15 de maio no circuito gaúcho do Velopark. “A chuva naquela corrida foi boa para nós, melhorou a nossa condição. O fim de semana que começou difícil e a gente se recuperou bem no treino de classificação, tanto que larguei em terceiro e a tomada de tempos foi com pista seca”, relembra. “Se não chovesse na corrida a vitória poderia não vir, mas um pódio viria”, ele supõe.

Depois de duas etapas, a classificação da Copa Chevrolet Montana é a seguinte:

1º) Diogo Pachenki (PR/Nascar Motorsport), 30
2º) Rafael Daniel (SP/Gramacho Competições), 28,5
3º) Leandro Romera (SP/J. Star Racing), 20
3º) Sérgio Ramalho (PE/Nascar Motorsport), 20
5º) Christian Castro (RS/Mottin Racing), 16
6º) Thiago Riberi (SP/W2 Racing), 15,5
7º) Marco Cozzi (SP/Racequip), 14
7º) Wellington Justino (GO/Hot Car), 14
9º) Tiago Geronimi (SP/Hot Car), 10,5
10º) Galid Osman (SP/Carlos Alves Competition Team), 9
11º) Duda Bana (PR/Motortech), 6
11º) Douglas Soares (SP/Gramacho Competições), 6
13º) Pedro Boesel (PR/W2 Racing), 5
13º) Thiago Penido (SP/J. Star Racing), 5
15º) Fernando Fortes (SP/Racequip), 4,5
16º) Carlos Kray (RS/CKR Racing), 3,5
17º) Tito Morestoni (SC/Motortech), 3
18º) Fábio Viscardi (SP/Petrópolis Motor), 1,5
19º) Beto Cavaleiro (SP/Petrópolis Motor), 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *