Stock: Com a visita da TC2000, Copa Nextel realiza quarta etapa em Interlagos

Treinos começam nesta sexta-feira, a partir das 7h45.

A quarta etapa da Copa Nextel Stock Car 2007 começa nesta sexta-feira no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, com os treinos em clima internacional. Afinal, a principal categoria do automobilismo nacional receberá a TC2000, o campeonato argentino de turismo, pela terceira vez consecutiva, consolidando a parceria iniciada em 2005 entre as duas maiores categorias da América do Sul. Serão 25 pilotos argentinos na sexta etapa da temporada, marcada pela estréia em Interlagos (as duas provas anteriores foram em Curitiba). A volta será em outubro, quando da Copa Nextel disputará sua décima etapa em Buenos Aires. A programação oficial em Interlagos, que ainda terá a Stock Car Light e a Stock Jr., com treinos dois livres para as três categorias nacionais a partir das 7h45 desta sexta-feira. A TC2000 fará seus treinos somente no sábado, com duas sessões livres e uma classificatória.

As duas categorias têm muito em comum, já que ambas começaram em 1979 e hoje ocupam lugar de destaque no cenário internacional no segmento de turismo. A competição brasileira começou com apenas uma marca, a Chevrolet, e hoje conta com a companhia da Volkswagen, Peugeot e Mitsubishi. Já a disputa platina começou com quatro marcas, Peugeot, Dodge, Fiat e Ford, e atualmente reúne Chevrolet, Renault, Toyota, Volkswagen e Chrysler. De qualquer forma, as duas competições prometem muita emoção, especialmente a TC2000, que vai correr pela primeira vez no circuito de Interlagos, o que tem sido motivo de alegria para os argentinos.

Apenas cinco pilotos já correram no autódromo paulista: Esteban Tuero na Fórmula 1, em 1998, pela Minardi; Miguel Spataro, pela Super Turismo Sul-Americana; Martin Basso e Gabriel Furlan, pela Fórmula 3 Sul-Americana, e Henry Martin em treino na equipes AMG. Em contrapartida, Cacá Bueno, atual campeão da Copa Nextel, também disputa da TC2000 neste ano e ocupa a sétima colocação.

A briga na Copa Nextel Stock Car é pelos pontos para o Playoff. Com três vencedores diferentes até aqui, tem sido mais importante marcar pontos pensando em uma das vagas na segunda fase, que valerá pelo título. Os dois primeiros colocados até aqui não venceram, mas se destacaram pelo bom desempenho no todo. A ponta da classificação é de Thiago Camilo, da Texaco Vogel (Chevrolet), que mesmo sem ter vencido na temporada fez a campanha mais regular, até o momento. Ele, que pela primeira vez na carreira lidera a categoria, tem 40 pontos, fruto de dois segundos lugares, em Curitiba e Campo Grande. Logo atrás está Daniel Serra, da Red Bull Racing (Volkswagen), que também ainda não conseguiu o topo do pódio, mas marcou pontos nas três corridas e está a apenas três pontos do líder, com 37.

Ricardo Maurício, da equipe Medley/A.Mattheis (Chevrolet), aparece na terceira colocação. Ele foi o vencedor da primeira prova e ainda marcou pontos em Campo Grande, totalizando 35 pontos e bem próximo da primeira colocação. Essa também é a condição de Rodrigo Sperafico, da Biosintética Stock Car (Volkswagen), que ganhou em Curitiba e fez seis pontos em São Paulo, na abertura da temporada, somando 31 pontos. Ele também segue firme na disputa por uma das dez vagas para o Playoff. O experiente Ingo Hoffmann, da AMG Motorsport (Mitsubishi), com 12 títulos na carreira, aparece na quinta colocação com 28 pontos.

Nas demais categorias a briga também está acirrada. Betinho Gresse, da equipe AMG Motorsport, é o líder da Stock Car Light com 44 pontos, seguido por Diogo Pachenki, da Power Tech, com 35, e Rafael Daniel, da W2/G4 Racing, com 34. Após as provas de São Paulo, Curitiba e Campo Grande a Stock Car Light deixou claro que não vai ser definida tão facilmente. Foram três vencedores distintos, Diogo Pachenki, André Bragantini Jr. e Rafael Sperafico, respectivamente, e nenhum piloto tem grande vantagem sobre os demais.  Tirando o líder Norberto Gresse Filho, um pouco mais à frente, a diferença entre os primeiros colocados é pequena, de 17 pontos entre o segundo e o décimo.  Além de confirmar a força da categoria, mostra que há muitos candidatos ao título.

Na Stock Jr. não está diferente. Thiago Riberi, mesmo sem vitória, lidera com 68 pontos, três a mais que Cauê Carvalho, vencedor em São Paulo. Cássio Homem de Mello, campeão em Curitiba, e Rafael Negrão, em Campo Grande, aparecem em terceiro e quarto, respectivamente. Na classe Master, a primeira colocação é ocupada pelo paulista Jason Oliveira, com 85 pontos, vencedor de duas etapas, seguido de Rodrigo Navarro, com 57, e Adriano Amaral, com 51.

TC2000

A TC2000 também apresenta equilíbrio. Após cinco etapas, Matias Rossi segue na ponta, com 56 pontos seguido de Christian Ledesma, com 54, Ponce de Leon, com 47, e Miguel Spataro, com 40. Neste terceiro ano de parceria, o balanço é muito positivo. “Sim, é muito positivo, pois desta maneira podemos apresentar ao público tanto do Brasil como da Argentina, um dos maiores espetáculos do automobilismo sul-americano. O fato de as melhores categorias do automobilismo sul-americano apresentarem-se juntas cria a oportunidade de intercambio importante para a continuidade do crescimento de ambas. Ter a TC2000 dividindo o evento com a Stock Car no autódromo de Interlagos é um fato bastante relevante, uma vez que este autódromo é o único que recebe um GP de Fórmula 1 na América Latina”, destaca Carlos Col.

A Copa Nextel Stock Car tem realização e organização da Vicar Promoções, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). O patrocínio é de Pirelli e Caixa, com co-patrocínio de TAM, Medley, Bosch, Texaco e Petrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *