Stock: Com Felipe Maluhy, equipe Terra Avallone disputa o título de 2006 em Interlagos

Equipe chega à decisão embalada pela vitória do piloto Tarso Marques na etapa do Rio Janeiro.

O momento não poderia ser melhor para a equipe Terra Avallone. Depois de conquistar sua primeira vitória em três anos na Stock Car V8, no final do mês passado, no Rio de Janeiro, com o piloto Tarso Marques, a equipe desembarca em São Paulo para lutar pelo título de 2006 com o paulista Felipe Maluhy. A 12ª e última etapa acontecerá neste domingo (dia 10) às 11h03, com transmissão ao vivo pela TV Globo.

Em terceiro lugar no campeonato, empatado com Giuliano Losacco, Maluhy está a apenas cinco pontos do líder Cacá Bueno e a três pontos do vice Hoover Orsi. Como na Stock os 15 primeiros pontuam, existem várias possibilidades e chances para os pilotos nesta decisão.

Disputar o título em uma das categorias mais competitivas do mundo sempre foi o objetivo da Terra Avallone, que a cada ano vem demonstrando sua evolução na Stock. Nesta temporada, foram duas poles com Maluhy (em São Paulo e na Argentina) e dois pódios (o segundo lugar de Maluhy na Argentina e a vitória de Tarso no Rio). Além de muitos outros resultados positivos.

Aos 29 anos, Maluhy disputa sua segunda temporada completa na Stock, mas ele também correu algumas provas na categoria em 2001, 2003 e 2004. Um dos pilotos mais rápidos no atual campeonato, ele disputou esse ano oito das 11 Super Poles.

Com relação à decisão, o paulista é enfático: “Estou mais preparado do que nunca! O carro está muito bom e faremos o máximo para vencer essa prova. E é claro que também estaremos de olho nos pilotos que têm chances de ser campeão, pois preciso chegar à frente deles”.

Com o contrato renovado na Terra Avallone para 2007, o piloto também ressaltou a importância do trabalho do time na temporada. “Cada vez mais vejo o quanto é importante desenvolver um trabalho em equipe. Tenho certeza de que grande parte da nossa posição neste campeonato é resultado de uma afinidade entre todos da equipe”.

No Rio de Janeiro, Maluhy foi uma das vítimas dos inúmeros acidentes que aconteceram na pista. Logo no início da prova, após uma batida entre Thiago Camilo e Cacá Bueno, ele não teve como desviar e acabou acertando o Mitsubishi Lancer de Cacá e danificando bastante a frente do seu carro. Mesmo com duas paradas nos boxes para conserto, ele retornou para terminar a etapa em nono e marcar pontos importantes.

Ao final da prova, muitos pilotos foram punidos. Maluhy concordou com a decisão dos comissários da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). “Acho que demorou para que fosse tomada uma providência com relação a atitudes anti-desportivas. Não acho que os comissários erraram, mas mostraram que na final quem agir dessa forma vai pagar por isso”, destacou.

Um dos poucos pilotos a sair ileso das confusões no Rio, o vencedor Tarso Marques também concorda com o companheiro. “Acho que os comissários foram corretos, porque todo esse bate-bate já estava se tornando exagerado”.

Depois de vencer em apenas sete provas na categoria, Tarso está bastante otimista para a etapa de São Paulo. “A vitória foi fundamental para a equipe. Agora o primeiro passo foi dado e espero que em Interlagos tudo corra bem desde os treinos para podermos ter novamente um bom resultado. Estou confiante”, afirmou.

Sobre a decisão do título, a torcida será pelo companheiro de equipe. “Vai ser uma disputa difícil, mas torço pelo Felipe e acho que ele tem grandes chances”, finalizou o paranaense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *