Stock: Começa a temporada 2010 da principal categoria do automobilismo nacional

Stock: começa a temporada 2010 da principal categoria do automobilismo nacional.



A temporada 2010 da Copa Caixa Stock Car tem início neste final de semana, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos. Serão 34 pilotos e 17 equipes brigando pelo título da principal categoria do automobilismo nacional. Será a primeira das 12 etapas programadas para a temporada, com final em dezembro. A programação oficial começa nesta sexta-feira, com os treinos livres, ficando a classificação para o sábado e a prova para o domingo, às 11h, com transmissão ao vivo pela Rede Globo de Televisão, dentro do Esporte Espetacular. Também ocorre a etapa de estreia do Mini Challenge, que terá oito etapas e promete ser mais uma atração na temporada. A prova será no sábado, em duas baterias de 25 minutos.


A Stock Car inicia sua 32a competição mais uma vez com novidades. Após a chegada do carro novo no ano passado, a categoria agora conta com um motor mais potente, de 520 cavalos, com injeção eletrônica Bosch e o etanol da Esso como combustível. Isso fará com que as corridas fiquem ainda mais competitivas e emocionantes e quem ganha com isso é o publico que gosta da Stock Car.
Alem disso, o calendário ainda contará com o retorno da Corrida do Milhão, a segunda edição do GP Bahia, em Salvador, e a estreia do Velopark, na cidade de Nova Santa Rita, próximo a Porto Alegre. A categoria segue com seu projeto de sustentabilidade e terá a neutralização de todo o carbono produzido pelo evento.

As feras da modalidade estão confirmadas para este ano. Serão nada menos que quatro campeões no grid, Cacá Bueno, Ricardo Mauricio, Giuliano Losacco e David Muffato, além do retorno de Christian Fittipaldi. A relação de equipes e pilotos deste ano é a seguinte:

A.Mattheis Motorsport (Chevrolet), Xandinho Negrão (99) e Popó Bueno (74); Gramacho Costa Competições (Chevrolet), Christian Fittipaldi (55) e William Starostik (31); Eurofarma RC (Chevrolet), Max Wilson (65) e Ricardo Maurício (90); Vogel Motorsport (Chevrolet), Thiago Camilo (21) e Pedro Gomes (8); AMG Motorsport (Chevrolet), Átila Abreu (51) e Gustavo Sondermann (48); Cosan Mobil Super Racing (Chevrolet), Nonô Figueiredo (11) e Valdeno Brito (77); RC3 Bassani (Chevrolet), Diego Nunes (16); Blau Full Time (Peugeot), Allam Khodair (18) e Marcos Gomes (80); RZ Corinthians Motorsport (Chevrolet), Ricardo Zonta (100) e Antônio Jorge Neto (15); Red Bull Racing (Peugeot), Cacá Bueno (0) e Daniel Serra (29); Hot Car Competições (Chevrolet), Antonio Pizzonia (1) e Betinho Gresse (44); RCM Motorsport (Peugeot), Alceu Feldmann (6) e Lico Kaesemodel (63); Itaipava Racing Team (Peugeot), Luciano Burti (14) e David Muffato (35); Officer ProGP (Chevrolet), Duda Pamplona (23) e Felipe Maluhy (33); JF Racing (Peugeot), Alan Hellmeister (2) e Júlio Campos (25); Crystal Racing Team(Peugeot), Cláudio Ricci (4) e Constantino Jr. (5); Carlos Alves Comp./Mico’s Racing (Peugeot), Giuliano Losacco (9) e Thiago Marques (7).

Mini Challenge
Sucesso na Europa e Oceania, o Mini Challenge chega à América do Sul, mais especificamente ao Brasil. A categoria passa a integrar a Família Stock Car, com oito etapas ao longo do ano. Os carros são importados da Inglaterra. O modelo MINI John Cooper Works Challenge tem motor de 221 HP, com quatro cilindros em linha, com turbocompressor, injeção direta de gasolina. Com 1.598 cc, pode atingir 240 km/h. O peso mínimo, incluindo o piloto, é de 1.170 kg.

A relação completa de participantes da primeira etapa, com 15 pilotos, é a seguinte:
1. Leonardo Burti / Beto D´Elboux; 2. José Ricardo Lima; 3. Helio Saraiva; 4. Cláudio Dahruj; 5. João Marcelo / Patrick Gonçalves; 6. Lucas Marotta / Thiago Marotta; 7. João Ometto; 8. Bruno Henriques (Eurovile); 9. Henry Visconde / Ricardo Landi Nunes (Eurobike); 10. Alexandre Conil / Guto Negrão (Weltmotors); 11. José Mário Castilho; 12. Carlos Alberto Cavaleiro / Adriano Amaral; 13. José Eduardo Furlanetto; 14. Fábio Viscardi; e 15. Gustavo Trindade (Eurovile)

Chuva muda treino coletivo
Os treinos coletivos programados para a tarde desta quinta-feira, no autódromo de Interlagos, foram alterados devido à forte chuva que começou por volta das 14h30 e não deu trégua. Por conta disso, a direção de prova da Copa Caixa Stock Car decidiu fazer um shakedown com pista e boxes abertos por 30 minutos, das 16h15 às 16h45. A programação desta sexta-feira segue inalterada.

A Copa Caixa de Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Caixa é um dos patrocinadores oficiais da principal categoria do automobilismo, dando nome à divisão, que ainda tem o patrocínio de Nextel e Goodyear, além do co-patrocínio de Esso, Medley e Bosch e o apoio da Itaipava. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *