Stock: Confira os comentários dos três primeiros colocados em Goiânia

A dupla formada pelo brasileiro Ricardo Maurício e o argentino Nestor Girolami venceu a prova de abertura da temporada 2015 da Stock Car Brasil.

A prova, a única do calendário no formato de duplas, disputada no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia, capital do estado de Goiás, foi marcada por intensas disputas, e toques entre os pilotos regulares da categoria, e os pilotos convidados para a prova.

Confira os comentários dos três primeiros:

OS TRÊS PRIMEIROS:

RICARDO MAURÍCIO #90 (EUROFARMA-RC) 1º colocado
“Começar a temporada ganhando corrida, o final de semana não poderia ter sido melhor. O Nestor se adaptou muito bem, andou sempre na frente, liderou treinos, foi extremamente rápido na chuva, é um piloto muito talentoso, campeão na Argentina, uma cabeça extremamente forte e muito dedicado. Tentei fazer com que ele andasse o máximo possível durante o final de semana e o pouco treino que tive foi para acertar o carro – e ainda com a ajuda dele. Foi excepcional. Tudo o que aconteceu antes da corrida foi muito importante para o resultado final. Larguei muito bem, me mantive em quarto, aí o Valdeno começou a ter algum tipo de problema e o passei; então superei o Marquinhos e depois o Átila. Ter entregue o carro em primeiro foi importante, e a corrida dele foi sensacional, com um ritmo muito forte. Ele ajudou muito a equipe a começar a temporada com o pé direito”.

NESTOR GIROLAMI #90 (EUROFARMA-RC) 1º colocado
“Foi uma corrida de sonho para mim, estou muito feliz. Eu sabia que era uma prova muito importante, com ex-pilotos de Fórmula 1 e outros de muito nome. Confiei no Ricardo porque sei que ele é muito profissional e muito aplicado. O trabalho anterior foi muito importante em conhecer a equipe, a oficina, o carro, e tive um grande companheiro. Quanto trocamos de piloto saí do box tranquilo e quando comecei a falar no rádio não vinha nada de resposta. Então eu não sabia quantas voltas faltavam, quando aplicar o push do pass, nem qual era a vantagem em relação aos de trás. Mas aí começaram a usar as placas na reta e pude ficar mais tranquilo e administrar. Terminei a corrida com dois push sobrando. Agradeço a confiança e espero fazer muitas corridas com ele”.

MARCOS GOMES #80 (VOXX RACING) 2º colocado
“Nada mal, foi um começo bem positivo. A melhor posição quando não se pode ganhar é o segundo, então estou feliz com pódio em minha primeira corrida na equipe. O entrosamento ainda não está 100%, mas já conseguimos quase uma vitória, chegamos a brigar por ela. Infelizmente não deu para vencer, mas de qualquer forma foi um final de semana muito positivo para mim e para a equipe”.

MARK WINTERBOTTOM #80 (VOXX RACING) 2º colocado
“É muito bom terminar no pódio. É o começo do campeonato, então eu queria fazer um bom trabalho para o Marcos e foi uma boa posição. Meu turno estava bom por algumas voltas, mas meus pneus começaram a se desgastar um pouco rápido e eu tive que diminuir o ritmo. O carro havia começado a escorregar demais e aí foi necessário tirar o pé. Eu adoraria ter lutado pela vitória, mas o segundo lugar está de excelente tamanho”.

ALLAM KHODAIR #18 (FULL TIME SPORTS) 3º colocado
“Ver a briga de fora é sempre pior. Ainda mais porque estávamos administrando uma situação de problema dentro do carro e ele (Da Costa) é novato aqui, mas guiou muito, ele foi espetacular. O português administrou muito bem as situações da corrida – os últimos nove minutos foram os mais demorados da minha vida, porque sabíamos que havia a chance de pódio, ao mesmo tempo todo mundo chegando, tinha que administrar o problema com o push. E foi muito positivo”.

ANTONIO FÉLIX DA COSTA #18 (FULL TIME SPORTS) 3º colocado
“O carro estava com uns probleminhas de câmbio, e eu tinha que rodar um pouquinho mais lento: precisava frear muito antes e segurar os outros carros atrás, então no meio de toda a dificuldade ficou tudo bem, consegui segurar os caras – e tenho que dizer que foram todos muito justos também na pista. E acho que tivemos um grande espetáculo e estou muito contente com esta corrida. Quero agradecer à equipe Full Time e ao Allam por terem me chamado, e por mim volto ano que vem com certeza”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *