Stock: Drive Thru tira Pizzonia da briga pelo pódio em Campo Grande (MS)

Amazonense ocupava o quarto lugar após o reabastecimento obrigatório.

A corrida de estréia do amazonense Antonio Pizzonia (K-med Racing) no Autódromo de Campo Grande não foi exatamente como ele imaginava. Após ficar entre os primeiros durante todo o fim de semana, uma punição por Drive Thru o tirou da briga pelo pódio na quinta etapa da Copa Nextel Stock Car, disputada neste sábado (05/07). “O radar marcou 61 km/h na saída dos boxes, mas acho que isso não aconteceu. Acabei marcando apenas dois pontos, o que é muito pouco para quem esteve perto do primeiro pódio. O carro estava excelente, o trabalho da equipe foi realmente muito bom”, lamenta o piloto com passagens pela Fórmula 1 e Champ Car.


Após largar bem e pular da décima para a sétima colocação na primeira volta, Antonio Pizzonia manteve um bom ritmo de prova até a parada para o reabastecimento obrigatório. “Nossa estratégia de pit stop foi perfeita. Voltei em quarto lugar só poupando os pneus e chegando no Pedro Gomes que estava com o carro desequilibrado. Foi quando eu fui avisado que tinha sido punido com um drive thru”, conta. O manauara cumpriu a punição e perdeu muitas posições. “Eu voltei em 11º, o que é muito ruim pelo que tínhamos condições de fazer”, garante.


Na última volta Pizzonia foi tocado na traseira de seu Peugeot 307 pelo piloto Felipe Maluhy (Avallone), o que comprometeu anda mais sua corrida. “Só para piorar levei uma batida desnecessário do Maluhy, que nem sabia se sua corrida iria valer”, explica o titular da K-med Racing, que cruzou a linha de chegada na 14ª colocação. Felipe Maluhy largou para a corrida sul-mato-grossense através de uma liminar, pois foi excluído da prova após a definição do grid de largada por irregularidades técnicas.


Apesar do resultado aquém do esperado, o amazonense segue confiante no trabalho de sua equipe para o restante da temporada. “A cada corrida provamos que estamos cada vez mais forte e progredindo muito. A equipe está muito bem, o que me dá confiança”, finaliza.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *