Stock: Duda arrisca troca de pneus em prova conturbada

A meteorologia teve papel preponderante na disputa da décima etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car, hoje, no Autódromo Municipal de Buenos Aires, competição encerrada com bandeira vermelha por causa de um espetacular acidente envolvendo o carioca Gualter Salles, conterrâneo de Duda Pamplona, da equipe Officer MotorSport.


A largada em pista molhada levou a todos os 39 pilotos que alinharam na prova vencida por Ingo Hoffmann a partir com pneus para piso molhado. Na altura da 18. volta o traçado trioval portenho já exibia uma linha seca, o que levou Duda a apostar na troca de pneus:

 


“Naquela altura já era possível usar pneus slick e arrisquei a troca. Minha equipe trabalhou bem e perdi pouco tempo nos boxes. Infelizmente sai atrás do Ingo Hoffmann, que já liderava a prova, e não deu para aproveitar a segunda entrada do Safety Car. Após a re-largada tentei superar o Ingo mas sem arriscar demasiado pois não queria comprometer a corrida do líder. Duas voltas depois, porém, acabei pegando uma poça d’água e a saída de pista foi inevitável”.


 


Logo em seguida aconteceu um dos acidentes mais espetaculares da história  da Stock Car quando Gualter Salles saiu da pista na aproximação para a curva da Horquilla. Seu carro deslizou pela grama molhada e alçou vôo alavancado por uma depressão do terreno, sendo que a carroceria desintegrou-se em pleno ar e o chassi foi cair verticalmente na saída do túnel que dá acesso ao paddock. A prova foi interrompida na 33ª. volta, sendo que a classificação final levou em conta as posições na volta anterior. Duda ficou em 34. lugar, a uma volta do vencedor. Após receber assistência do Dr. Dino Altmann, Salles foi removido para o Sanatório Guemes, onde foi submetido a exames.


 


“As primeiras informações mencionam a suspeita de fratura do braço esquerdo” comentou Duda. Estamos todos torcendo pelo Gualtinho se recuperar rápido e temos certeza que em breve ele estará de volta ao cockpit do seu novo carro, já que o de Buenos Aires foi destruído”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *