Stock: Falta de visibilidade foi o maior problema para Ricardo Maurício em Buenos Aires

Um dos dez finalistas da temporada, paulista abandonou quando era sexto, mas elogiou comportamento do carro ao longo do fim de semana. Lico Kaesemodel passou perto dos pontos em sua corrida de estréia na V8.



Apesar do abandono na décima etapa da Stock Car V8, disputada neste domingo no Autódromo de Buenos Aires, na Argentina, o piloto paulista Ricardo Maurício (Katalogo Racing) ressaltou o bom acerto de seu carro para o circuito trioval do Autódromo Oscar Galvez, um dos mais rápidos da temporada. Terceiro colocado no treino classificatório de sábado, Ricardo largou em nono por ter enfrentado, novamente, problemas com os pneus na sessão decisiva, e vinha em sexto na corrida quando saiu da pista após a segunda relargada.


 


“Meu carro estava muito rápido, e eu certamente teria terminado entre os cinco primeiros. Mas a pista estava com muito barro por causa da chuva, e com o passar das voltas essa sujeira foi ficando impregnada no vidro dianteiro do meu carro. Sem visibilidade, acabei passando reto em uma curva. Foi uma pena porque poderíamos ter ganhado algumas posições no campeonato”, declarou o piloto da Katalogo Racing, que se manteve em décimo nos playoffs, com 207 pontos. A liderança ainda é de Cacá Bueno, que soma 247.


 


O paranaense Lico Kaesemodel, companheiro de Maurício na Katalogo Racing neste fim de semana, foi uma das surpresas da etapa e esteve perto de marcar pontos em sua primeira corrida na V8. Quinto colocado na atual temporada da Stock Light, Lico fez sua estréia na categoria principal substituindo Ruben Carrapatoso, que foi poupado devido a dores nas costelas sentidas após um treino de kart, e não decepcionou. 


 


“Eu não tinha treinado com esse carro na chuva, e por isso fui para a corrida sem saber muito bem o que estava a minha espera”, disse Kaesemodel. “Mas o nosso acerto se mostrou ótimo e a equipe toda está de parabéns. Se eu não tivesse tomado um toque na traseira, que desalinhou meu carro, teria terminado na zona de pontos o que teria sido ótimo para uma estréia”, completou o paranaense.


 


A etapa de Buenos Aires da Stock Car V8 foi interrompida pouco antes do previsto em virtude do sério acidente do carioca Gualter Salles. Tocado na traseira por Guto Negrão, ele saiu da pista e decolou ao passar por uma ondulação no piso de grama. Depois de se desintegrar quase que por completo em uma série de capotagens, o carro do carioca foi parar no túnel que dá acesso ao interior o circuito – a cerca de quatro metros abaixo do nível da pista. O piloto foi retirado com dificuldade do carro pela equipe médica, mas estava consciente e, aparentemente, sem nenhum ferimento grave. A vitória ficou com Ingo Hoffmann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *