Stock: Exames confirmam diagnóstico de hepatite para Júlio Campos

Piloto da Prati-Donaduzzi iniciou nesta semana período de repouso absoluto que deve durar entre 15 e 20 dias. Esta é a parte mais importante do tratamento

A bateria de exames pela qual Júlio Campos, piloto da equipe Prati-Donaduzzi de Stock Car, passou na última semana confirmou o diagnóstico prévio de hepatite. O piloto correu a segunda etapa do campeonato, disputada no dia 17 em Curitiba (PR), já com os sintomas da doença e agora inicia um período de repouso absoluto estimado entre duas e três semanas para o tratamento da doença.

Os primeiros sintomas surgiram logo após a prova de abertura da Stock Car, no início do mês de março em São Paulo. Autorizado pelos médicos – que já suspeitavam de hepatite – a correr em Curitiba, Campos teve um dos finais de semana mais difíceis de sua carreira. E reconheceu que só conseguiu terminar a prova por conta da temperatura amena na capital paranaense no domingo passado.

“É um tratamento relativamente simples, mas que exige repouso absoluto. Por isso não sei se vou estar pronto para correr a primeira etapa da Copa Petrobras de Marcas, mas certamente estarei no grid da Stock Car em Tarumã”, contou o piloto, se referindo à abertura da competição que vai disputar em paralelo à Stock Car neste ano, e que está marcada para o dia 07 de abril em São Paulo.

Já a Stock Car volta à ativa no dia 28 de abril, quando a terceira etapa do ano será disputada na pista de Tarumã, no Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *