Stock: Felipe Fraga/Rodrigo Sperafico vencem em Interlagos

A dupla Felipe Fraga/Rodrigo Sperafico (Vogel Motorsports/Chevrolet) venceu neste domingo (23/03), em Interlagos, São Paulo, a etapa de abertura da temporada. A dupla Valdeno Brito/Jeroen Bleekemolen (Shell Racing/Peugeot) terminou em segundo, seguida pela dupla Marcos Gomes/Mauro Giallombardo (Schin Racing Team).

Com chuva, a prova começou com o Safety-Car na pista. No grid, o carro de Thiago Camilo (Ipiranga-RCM/Chevrolet) com problemas no novo cambio automático, ficou parado. Com isso, Camilo/Lucas di Grassi abandonaram.

Com oito minutos de prova, o Safety-Car foi para os boxes, com a bandeira verde sendo agitada. Pole, Cacá Bueno (Red Bull Racing/Chevrolet), manteve a ponta. Antes do final da primeira volta, Brito passou da quarta, para a segunda posição. Fraga era o segundo, seguido por Daniel Serra (Red Bull Racing/Chevrolet).

Na quarta volta, um toque entre Rubens Barrichello (Full Time Competições/Chevrolet) e Denis Navarro (Voxx Racing Team/Peugeot), provocou a bandeira amarela e a entrada do Safety-Car. Os dois rodaram, com o carro de Navarro sendo atingido por Max Wilson (Eurofarma RC/Chevrolet) e Vitor Genz (Boettger Competições/Peugeot). Allan Khodair (Full Time Competições/Chevrolet) também se envolveu na confusão.  Genz/Vitor Meira, Wilson/Dean Canto, Navarro/Alvaro Parente e Khodair/Bruno Junqueira abandonaram. Na relargada, Bueno era o líder, seguido por Brito, Fraga, Gomes e Serra. 

Com a aproximação da janela de pits stops, as equipes começaram a se preparar para o reabastecimento, troca de pilotos e pneus.

Bueno foi o primeiro dos líderes a entrar nos boxes. A parada não foi boa, e a equipe demorou em devolver o argentino Pato Silva para a pista. Fraga passou Brito pouco antes dos dois entraram juntos nos boxes, deixando Gomes na liderança.

Com a parada de Gomes, Rodrigo Sperafico (parceiro de Fraga) assumiu a liderança, seguido pelo holandês Bleekemolen e o argentino Giallombardo.

Guiando os carros da Red Bull, Silva e o argentino Alessandro Pier Guidi se tocaram. Bruno Senna (Prati-Mico’s Racing/Peugeot), convidado de Antonio Pizzonia, rodou sozinho.

Com a pista seca, Sperafico abriu uma confortável vantagem sobre Bleekemolen. Gillombardo, em terceiro, era pressionado pelo australiano Mark Winterbotton (Voxx Racing Team/Peugeot), convidado de Sergio Jimenez.

Nelsinho Piquet (Mobil Super Racing/Chevrolet), travava um intenso duelo com Pier Guidi e Silva, pelo quinto lugar.

Na volta final, o capô do carro do tricampeão Chico Serra (Hot Car Competições/Chevrolet), convidado de Felipe Lapenna, voou. A peça caiu na pista, sendo atingida por alguns carros, espalhando pedaços pela pista.

Sperafico recebeu a bandeirada com 5s903 de vantagem sobre Bleekemolen. Gillombardo foi o terceiro, com Winterbotton colado em sua traseira.

“Foi um final de semana de sonho, incrível mesmo. Ontem, conquistei um
lugar na primeira fila, ao lado do meu mentor, Cacá (Bueno). Já era um
resultado fantástico, mas agora com a vitória ficou ainda mais
inesquecível. Estou muito feliz com esta conquista em Interlagos”
,
comentou Fraga., o mais jovem vencedor da história da categoria.

O pit stop obrigatório para troca de pilotos e também de pneus, foi um
dos diferenciais da equipe vencedora. “O que fez a diferença mesmo foi a
troca de pneus. A equipe foi fantástica. Quando voltei não vi ninguém
na frente, e vi o carro do Valdeno atrás. Mas no momento eu não tinha
rádio, então não sabia em que posição eu estava. Fui forçando o máximo
que pude por conta disso. Antes da corrida tinha falado pro Felipe pra
ele trazer o carro que eu terminaria bem, e deu certo”
, comentou
Sperafico.

Fraga, de 18 anos, venceu em sua estreia na Stock Car. Sperafico, de 34 anos e que em 2007 foi vice-campeão da categoria, conquistou a sua terceira vitória.

Guidi foi o quinto, seguido por Piquet e Silva. O britânico Craig Dolby (RZ Motorsport/Chevrolet), convidado de Tuka Rocha, foi o oitavo, seguido por Augusto Farfus (convidado de Barrichello) e o argentino Gabriel Ponce de Leon (Shell Racing/Chevrolet), convidado de Popó Bueno.

O argentino Diego Aventin (RZ Motorsport/Chevrolet), convidado de Ricardo Zonta, e Fabio Carbone (Prati-Mico’s Racing/Peugeot), convidado de Julio Campos, fechou os doze que pontuaram. 

Após a prova, a dupla Zonta/Aventin foi punida por atitude anti desportiva, com 20 segundos de acréscimo no tempo. Com a punição, a dupla Galid Osman/Cesar Ramos (Ipiranga-RCM/Chevrolet) fechou a zona de pontos, na 12ª posição.

Diferente das demais provas da temporada, apenas os doze primeiros receberam pontos, sendo doze para o vencedor.

A próxima etapa, no dia 13 de abril, acontece em Santa Cruz do sul, no Rio Grande do Sul. 

Final:

1. Felipe Fraga/Rodrigo Sperafico (Vogel Motorsport) – 25 voltas em 52min56s982
2. Valdeno Brito/Jeroen Bleekemolen (Shell Racing) – a 5.903
3. Marcos Gomes/Mauro Giallombardo (Schin Racing Team) – a 10.804
4. Sergio Jimenez/Mark Winterbottom (Voxx Racing Team) – a 11.059
5. Daniel Serra/Alessandro Pier Guidi (Red Bull Racing) – a 17.949
6. Átila Abreu/Nelson Piquet Jr (Mobil Super Racing) – a18.710
7. Cacá Bueno/Juan Manuel Silva (Red Bull Racing) – a 18.935
8. Tuka Rocha/Craig Dolby (RZ Motorsport) – a 22.089
9. Rubens Barrichello/Augusto Farfus (Full Time Competições) – a 25.274
10. Popó Bueno/Gabriel Ponce de Léon (Shell Racing) – a 27.932
11. Julio Campos/Fabio Carbone (Prati-Donaduzzi Racing) – a 32.099
12. Galid Osman/Cesar Ramos (Ipiranga-RCM) – a 36.166
13. Nonô Figueiredo/Miguel Molina (Mobil Super Racing) – a 37.071
14. Ricardo Mauricio/Oswaldo Negri (Eurofarma RC) – a38.775
15. Bia Figueiredo/Duda Pamplona (ProGP)- a 50.170
16. Luciano Burti/Ricardo Rosset (Vogel Motorsport) – a 55.439
17. Rafa Matos/Felipe Maluhy (Hot Car Competições) – a 1:00.322
18. Felipe Lapenna/Chico Serra (Hot Car Competições) – a 1:00.919
19. Gabriel Casagrande/Enrique Bernoldi (C2 Team) – a 1:01.558
20. Lucas Foresti/Antonio Jorge Neto (RC3 Bassani) – a 1:01.593
21. Antonio Pizzonia/Bruno Senna (Prati-Donaduzzi Racing) – a 1:04.536
22. Felipe Tozzo/Claudio Ricci (Boettger Competições) – a 1:06.940
23. Fábio Fogaça/David Muffato (Schin Racing Team) – a 1:10.822
24. Ricardo Zonta/Diego Aventin (RZ Motorsport)* – a 1:11.565
25. Rafael Suzuki/Giuliano Losacco (ProGP) – a 1:18.538
Não completaram 75%
26. Diego Nunes/Jaime Melo (C2 Team) – a 8 voltas
27. Beto Cavaleiro/Fabio Carreira (Hanier Racing ) – 9 voltas
28. Vitor Genz/Vitor Meira (Boettger Competições) – a 20 voltas
29. Denis Navarro/Alvaro Parente (Voxx Racing Team) – a 21 voltas
30. Max Wilson/Dean Canto (Eurofarma RC) – a 21 voltas
31. Allam Khodair/Bruno Junqueira (Full Time Competições) – a 21 voltas
32. Alceu Feldmann/Roberto Merhi (Hanier Racing)** – a 21 Lp.
33. Thiago Camilo/Lucas Di Grassi (Ipiranga-RCM) – a 25 voltas
*Penalizado com 20 segundos por atitude anti desportiva
**Penalizado com a perda de 15 posições no grid da próxima etapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *