Stock: Felipe Gama começa segunda temporada em busca da primeira vitória

Piloto que liderou a etapa de encerramento do ano passado continua na Scuderia 111 e agora terá a companhia de Gualter Salles.


Os pilotos da Stock Car terão dois dias para conhecer absolutamente tudo o que eles só ouviram falar até agora. Os treinos de pré-temporada da categoria, que serão realizados na terça (17) e quarta-feira (18) da próxima semana, em Interlagos (SP), servem para que os participantes tenham os primeiros contatos com as novidades introduzidas para a atual temporada, que começa no domingo (22). A principal delas é a mudança dos pneus importados para os de fabricação nacional, o que deve inicialmente elevar os tempos de volta, além de exigir ajustes totalmente diferentes dos anteriores nos carros.


 


Para aqueles que trocaram de equipe, será a oportunidade de conhecer melhor o novo time. E para quem permaneceu sob os mesmos comandos a idéia é evoluir ainda mais. Neste segundo grupo, se encaixa o piloto Felipe Gama, um dos principais destaques da última corrida da temporada passada, quando liderou até sofrer a quebra do diferencial. Ele disputará sua segunda temporada completa na Stock Car pela Scuderia 111 e parte em busca de um objetivo que pode elevá-lo a outro nível na categoria: quer vencer pela primeira vez. Antes de falar em resultados, ele fala em otimismo.


 


“Será meu segundo ano completo, estou mais experiente e entrosado com a equipe. Terminamos a temporada passada num bom nível, com duas participações na Super Classificação e a liderança na prova final, o que deu uma injeção de ânimo em todos aqui dentro”, comenta o piloto. Seu engenheiro mecânico, Anésio Hernandes, compartilha da mesma opinião. “Fomos trabalhando até acertar, tanto no acerto do carro como no cuidado com o Felipe Gama, que estava na primeira temporada. Os resultados começaram a aparecer e agora chegamos ao nível desejado”, analisa.


 


Outro ponto que merece destaque no time é a chegada de Gualter Salles, piloto com passagens pela Fórmula Indy e larga experiência na Stock Car. “É uma pessoa que vem para somar, conhece bem a categoria e trouxe um ambiente de trabalho positivo, um astral legal. Andar com ele será um desafio para a minha carreira”, diz Felipe Gama, que durante a pré-temporada continuou em atividade, disputando algumas corridas de kart. Ele chegou até a vencer o Open Paulista de Kart, pela categoria Biland, em parceria com o piloto Rubens Decossau.


 


Com dois pilotos de perfis diferentes e igualmente bem preparados, os chefes de equipe da Scuderia 111 acreditam que a equipe pode viver uma das melhores temporadas de seus sete anos de história. “No nosso caso, juventude não é sinal de inexperiência, porque já ganhamos corridas e andamos na frente, sabemos o caminho certo para seguir na Stock Car e este é o momento de voltar a andar nele”, revela Fernando Guzzi. Carlos Chiarelli concorda. “Temos o Felipe Gama buscando espaço dentro da categoria e o Gualter Salles recuperando uma posição que já ocupou. Tem tudo para dar certo”.


 


Não falta motivação. E nem incentivo. No campeonato deste ano, a Nextel vai oferecer premiações em dinheiro para os pilotos, incluindo R$ 10 mil para o autor da melhor volta em cada uma das corridas e mais R$ 200 mil para o campeão, de acordo com a informação que corre entre as equipes. “Agora é esperar pelos treinos livres para continuar o desenvolvimento e sentir qual a nossa real situação dentro da Stock Car. Fizemos tudo certo ao longo dos meses que antecederam o início desta temporada e confio no resultado do trabalho desta equipe”, conclui Felipe Gama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *