Stock: “Férias” encerradas, hora de focar no GP Bahia Stock Car

Etapa, programada para os dias 14 e 15 de agosto, promete emoção de sobra com as mudanças do circuito do CAB

A chegada de agosto nunca foi tão esperada por todos que fazem parte do circo da Stock Car. Afinal, depois da “férias” em razão da disputa da Copa do Mundo da África, o mês marca o retorno das disputas da Stock Car, a principal categoria do automobilismo nacional, com a realização do GP Bahia Stock Car, válido pela sexta etapa da Copa Caixa Stock Car e a terceira corrida do Mini Challenge. A prova da Copa Caixa ainda terá transmissão ao vivo pela Rede Globo, dentro do Esporte Espetacular.

Pilotos e equipes das duas divisões invadirão as ruas do circuito montado no Centro Administrativo da Bahia – CAB -, que desta vez passou por importantes mudanças para proporcionar mais emoção ao público e aos participantes. A aposta em uma prova mais dinâmica e com possibilidades maiores de ultrapassagem é baseada justamente nas alterações feitas, com alargamento de vários trechos, como a Curva da Balança e a Curva da Vitória, que se tornaram pontos de ultrapassagem. Há também duas novas “chicanes”, uma em frente ao prédio da Assembléia e outra na reta de chegada, que deverão proporcionar boas disputas por posição.

“As mudanças foram feitas com esse pensamento de tornar o show ainda melhor. Estamos certos que a segunda edição do GP Bahia Stock Car será bem diferente da estreia e marcará a história da Stock Car no Nordeste e em provas de rua. A obras de finalização estão a todo vapor para o final de semana da prova”, explica Maurício Slaviero, diretor-geral da Vicar, realizadora da Stock Car.

Outro aspecto que determinará a forma das duas corridas em Salvador é a briga pela ponta da classificação e, no caso da Copa Caixa Stock Car, a busca por uma das vagas na Super Final. São apenas dez pilotos que continuarão brigando pelo título de 2010 nas quatro provas finais, enquanto os demais seguem na disputa, mas por uma colocação a partir do 11º lugar. Por isso, somar pontos nas três próximas corridas será fundamental para estar “vivo” na segunda fase.

Os dez mais bem colocados no geral após cinco etapas são os seguintes: 1) Átila Abreu, 94; 2) Ricardo Maurício, 65; 3) Max Wilson, 60; 4) Felipe Maluhy, 51; 5) Allam Khodair, Daniel Serra, 47; 7) Nonô Figueiredo, 43; 8) Cacá Bueno, 36; 9) Júlio Campos, 32; e 10) Lico Kaesemodel, 18.

Já o Mini Challenge fará a terceira de suas oito provas e ainda tem muita pista pela frente. Mesmo assim, ninguém vai querer perder a chance de entrar para a história ao vencer pela primeira vez em um circuito de rua. A partir do Rio de Janeiro, a categoria passou a ter uma bateria no sábado e outra no domingo, deixando o final de semana ainda mais empolgante, bem como ampliando as atrações para o público.

José Mario Castilho está na liderança da competição, com 71 pontos. Alexandre Conil, Guto Negrão, que correm juntos, e Fabio Viscardi estão empatados em segundo, com 68. João Marcelo e Patrick Gonçalves estão com 47 pontos, na quarta colocação. Pingo é o quinto com 43, seguido por Bruno Henriques, 41, Mario Ferreira e Ricardo Landi, 30, Rogério Nassralla, 26, Rolf Gemperli, 25, Lucas e Thiago Marotta, 24.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *