Stock: Fontes tem seu recorde superado por Losacco

Piloto goiano tinha a melhor marca da Stock Car no

circuito gaúcho, mas acabou superado neste sábado.



Se os números dos treinos livres impressionaram, a tomada de tempo deste sábado (14) tratou de confirmar a competitividade da Stock Car na fase final do campeonato. Trinta e três pilotos registraram seus tempos no mesmo segundo durante o treino classificatório para a nona etapa do campeonato, que será realizada no domingo (15), no circuito de Tarumã (RS). O que mais chama a atenção é que a pista, com pouco mais de três mil metros, não é do tipo que permite tamanha aproximação entre os adversários (uma característica que fica mais evidente nos anéis externos).


 


A pole position ficou com o atual bicampeão da categoria, Giuliano Losacco, seguido de perto por Felipe Maluhy, Ingo Hoffmann e o líder do campeonato, Cacá Bueno. O goiano Ruben Fontes, pole e vencedor da prova no ano passado, ficou com o 11º lugar no grid, depois de perder sua vaga na SuperClassificação (sessão extra que define a ordem de largada dos dez melhores) nos últimos instantes. “Eu estava dentro do grupo dos dez primeiros e pronto para brigar pela pole, mas aí o Valdeno Brito acabou melhorando na parte final e não deu tempo de recuperar a posição”, disse.


 


Ruben Fontes vem reclamando desde o início das atividades da diferença no número de pneus novos entre as equipes. Os times que por qualquer razão conseguiram poupar compostos com baixa ou zero quilometragem acabam tendo mais chances nesta fase final do campeonato. “Mesmo assim, ainda acho que fizemos um bom tempo, ficamos bem próximos de entrar na disputa pela pole e para a corrida o carro estará em boas condições. Hoje, faltou um pouco de tudo. Mas amanhã a gente segue na briga”, comentou Ruben Fontes.


 


Outro que viu suas esperanças de largar na frente desabarem na tarde deste sábado foi o paranaense Rodrigo Sperafico, companheiro de equipe de Ruben Fontes na Neosoro JF Racing. O carro simplesmente não rendeu nada do que ele esperava. “Foi um dia complicado. Temos que analisar os dados do carro para saber o que houve, mas aparentemente foi um problema de motor. A equipe também acredita que o pneu não era bom. Agora é tentar marcar pontos amanhã”, afirma o piloto, quarto colocado no campeonato, que parte em 28º.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *