Stock: Gary Anderson impressionado com alta competitividade da Stock Car

Projetista do 1º carro de Michael Schumacher esteve hoje em Interlagos no primeiro dia de trabalho com a Petrobras-Action Power, dos pilotos Luciano Burti e Thiago Marques.



Com mais de duas décadas de experiência na F-1, o projetista Gary Anderson iniciou hoje seu trabalho de consultoria na Stock Car para a equipe Petrobras-Action Power. O britânico, que concebeu entre outros carros o primeiro modelo pilotado por Michael Schumacher na categoria, passou o dia acompanhando o treino dos pilotos Luciano Burti e Thiago Marques. E admitiu que ficou impressionado com a alta competitividade da principal categoria do automobilismo nacional.


 


“Já sabia que havia muitos pilotos e equipes andando no mesmo ritmo, mas ver em todos os treinos 20 ou mais carros no mesmo segundo é algo impressionante, o que mostra que a categoria realmente é muito competitiva”, afirmou Anderson. Hoje, ele esteve à frente dos trabalhos de set up dos dois carros da equipe, em conjunto com o diretor-técnico da equipe, Paulo de Tarso, e com os engenheiros de cada carro, Arlindo Romero e Afonso Rangel.


 


“Neste primeiro dia fui muito mais observador do que palpiteiro, mas acredito que podemos evoluir muitas coisas no set up. É sempre bom ter alguém de fora ajudando a buscar soluções para tornar um carro de corrida mais rápido. E Interlagos é um circuito muito complicado para ajustes, pois é composto de duas áreas bem distintas, com longas retas e um miolo travado”, afirmou Anderson.


 


Apesar de ter contato com o carro da Stock Car pela primeira vez apenas nesta semana, o ex-projetista da F-1 acredita que isso não será problema neste fina de semana. “Para ser sincero, é um carro com quatro rodas como outro qualquer”, brincou. “As leis de física e os conceitos de engenharia são os mesmos para qualquer corrida”, completou.


 


A equipe ficou bastante satisfeita com o primeiro dia de trabalho do britânico. “Conversamos sobre alguns ajustes e sem dúvida a experiência dele está nos ajudando muito”, comentou Paulo de Tarso. Hoje, Luciano Burti (Petrobras-Cimed-Pakalolo-Brasil Telecom) e Thiago Marques (Petrobras-Cimed-Prevyne-Alpina) chegaram a dominar a última sessão de testes, ficando em primeiro e segundo na parte inicial do treino. Depois, com a melhora de outros pilotos, ficaram em 7º e 24º, respectivamente.


 


“Começamos bem aqui em São Paulo e a chegada do Gary fez com que nosso cronograma de experimentos para este primeiro dia de treinos fosse intenso. Infelizmente não conseguimos realizar tudo que tínhamos programado, mas podemos fazer um ajuste fino amanhã”, completou o ex-piloto da F-1.


 


Marques também está otimista com a performance em Interlagos. “O carro estava competitivo na primeira parte do treino. Depois, perdi um pouco de desempenho por conta do baixo rendimento do motor. Vamos trocá-lo para o treino de amanhã e esperamos voltar ao grupo do top 10”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *