Stock: Hoover Orsi preparado para início da temporada

Depois de um recesso de mais de quatro meses, período em que passou por algumas alterações, a Stock Car dá nesta terça-feira a largada oficial para a temporada 2006, com a realização dos primeiros treinos coletivos no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo.


Os treinos coletivos serão a única oportunidade para as equipes testarem as modificações da categoria e buscarem um acerto para a primeira etapa que acontece neste final de semana também em São Paulo.

“Nessas poucas horas de treinos que temos, vamos priorizar algumas mudanças que aconteceu na categoria. Acredito, que poderíamos ter mais tempo pra treinar, apenas dois dias é muito pouco para uma categoria como a Stock que cresce assustadoramente a cada ano”, disse Hoover Orsi( Wurth – Banco de Brasília – Puma).

Pela primeira vez estarão na mesma pista, os Astra Sedan da Chevrolet, o Mitsubishi Lancer e o recém-chegado Bora da Volkswagen que está na sua primeira temporada nesse novo contexto da principal categoria do automobilismo Brasileiro e já vai contar com 7 carros.

Para Orsi, que vai disputar as 12 etapas do calendário com o Bora, quem tem a ganhar com a entrada de mais uma montadora é o público.

“É bem interessante à entrada de mais uma montadora na categoria, até porque passamos a diferenciar mais cada um dos três carros da Stock. Até o ano passado algumas pessoas ainda tinham dificuldade para ver quem corria de Astra e quem corria de Lancer”, disse o piloto do Bora número 12.

Para a temporada 2006, foram introduzidas muitas novidades. A que mais agrada o piloto da NarsCastroneves, é o equipamento para aquisição e registro de dados sobre o carro.

“Essa foi uma ótima inovação da categoria, pois poupa em muito o tempo das equipes. Com isso, chegamos no problema que o carro apresenta muito rapidamente. Além disso, a nossa equipe tem uma boa experiência com esse equipamento em outras categorias”, disse o único Sul Mato Grossense na Stock Car V8.

O formato dos treinos classificatórios, agora chamado de Super Classificação – na qual os dez melhores colocados nos treinos entram juntos na pista para brigar pela pole position – e os playoffs – nas quatro últimas das 12 etapas haverá uma pontuação em separado para os 10 primeiros colocados que disputarão o título -, são as outras alterações na categoria e que divide um pouco a opinião de Orsi.

“Acredito que 12 etapas, sejam muito pouco para ter playoffs. Prefiro disputar todas as etapas e quem fizer maior número de pontos é o campeão e pronto. Assim é mais justo. Na Nascar, onde a temporada conta com 36 etapas pode ser a maneira correta pra ver quem é o campeão, mas aqui no Brasil preferiria voltar com era antes”, finalizou Hoover Orsi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *