Stock: Jaime Melo fará dupla com Diego Nunes na etapa de abertura

Um dos nomes brasileiros mais experientes em carros de turismo vem reforçar a C2 na primeira corrida de 2014

A equipe C2 já definiu suas duas duplas para a primeira etapa da Stock Car 2014. Gabriel Casagrande, que pela primeira vez disputará uma temporada completa na maior categoria do automobilismo brasileiro, já havia anunciado que terá Enrique Bernoldi ao seu lado em Interlagos. Já Diego Nunes fechou parceria com o paranaense Jaime Melo.

Para Nunes a escolha foi excelente e a expectativa é andar muito bem, pela grande experiência de Melo. “O Jaime é um dos convidados mais experientes em carros de turismo. Eu acho que temos chance de brigar, inclusive pelo pódio. O carro se apresentou muito bem nos treinos coletivos e isso é um fator muito positivo, para o começo do trabalho em Interlagos. Além disso, nós dois temos o mesmo biotipo, o que vai favorecer muito na hora da troca de pilotos”, salientou.

Melo iniciou a carreira nos monopostos, onde passou pela Fórmula Ford, F-3 sul-americana (foi vice-campeão duas vezes), F-3000 internacional, F-3000 italiana, onde foi campeão em 2002, fechou seu ciclo pilotando em monopostos no ano seguinte correndo de Super Renault V6 na Europa. Há uma década voltou seu foco para os carros de turismo, onde foi contratado da Ferrari durante vários anos para o desenvolvimento dos carros fornecidos pela fábrica, onde conquistou os títulos do Mundial FIA GT na classe GT2 em 2006, da American Le Mans Series de 2007, foi o vencedor das 24 Horas de Le Mans na categoria dos carros GT, em 2008 e 2009.

“A maioria dos pilotos convidados não conhece o carro da Stock Car, é um carro bem diferente do que eu estava acostumado a pilotar. O peso é mais ou menos o mesmo (da Ferrari), mas é claro que o carro é bem diferente. Vamos ter pouco treino, então a equipe vai concentrar o trabalho na minha adaptação, para eu pegar o jeito o quanto antes, andando com pneu velho, com pneu novo. Faz muito tempo que não corro em Interlagos (2002, de Fórmula 3000), mas é uma pista que eu conheço. Estive na sede da equipe em Curitiba durante os testes coletivos, senti um clima bom. Apesar de ser um desafio, estou muito confiante. A ideia é conseguir fechar a corrida entre os 10 ou 12 primeiros. Pode parecer um objetivo bem modesto, mas a gente precisa manter os pés no chão. Andar entre os 12 já é bom demais”, revelou Melo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *