Stock Jr.: Ana Lima quer ir além do sexto lugar em São Paulo

Estreante na Stock Jr. e no automobilismo, ex-campeã do motovelocidade obteve em Campo Grande seu melhor resultado na categoria. Mas garante: “Ainda não estou satisfeita”.

A paulista Ana Lima, única mulher a disputar a temporada de 2008 da Stock Jr., ganhou motivação extra para a sexta etapa da temporada – marcada para este sábado (1/7) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Depois de conquistar em Campo Grande, há cerca de um mês, seu melhor resultado na categoria, a piloto de 28 anos declarou que o sexto lugar obtido no Mato Grosso do Sul deu a ela uma “nova dose de garra e vontade” para a conquista de seu primeiro pódio na categoria.

“Comemorei muito o sexto lugar na última etapa, mas ainda não estou satisfeita”, declarou Ana. “Estou em um ano de aprendizado e tenho sentido muito a falta de treinos na categoria, mas a vontade de levar um troféu para casa está cada dia maior. Em Campo Grande, consegui um bom resultado, e espero que em Interlagos, uma pista que conheço bem, eu possa terminar um pouco mais além”, comentou a piloto.

A grande competitividade da Stock Jr. foi apontada por Ana Lima como mais um fator positivo da categoria. Essa característica tem feito com que ela veja o campeonato como o palco ideal para sua estréia no automobilismo. Depois de quatro temporadas no motovelocidade, Ana afirma que já esperava um páreo duríssimo sobre quatro rodas, mas ficou surpresa com alto nível técnico de parte dos pilotos da categoria.

“Se por um lado admito que ainda não estou satisfeita com o sexto lugar de Campo Grande, por outro sei o quanto é difícil terminar uma corrida dessa categoria entre os três, ou mesmo entre os seis, primeiros”, declarou. “A Stock Jr. é uma categoria muito competitiva, e por isso cada ponto conquistado deve ser comemorado. Desde pequena sou muito competitiva, e fiquei ‘mal acostumada’ no motovelocidade. Não agüento ficar longe do pódio e, por isso, quero muito mais na Stock Jr.”, acrescentou.

Em seu ano de estréia no automobilismo, Ana Lima completará a primeira metade da temporada neste fim de semana. E, após cinco corridas, exibe uma curva de crescimento que fortalece suas expectativas. “Comecei o ano marcando cinco pontos, e depois disso acabei abandonando a corrida de Brasília”, disse a piloto. “Mas, na seqüência, a pontuação foi sempre aumentando e somei nas últimas três provas mais cinco, seis e dez pontos, respectivamente. Isso me permite sonhar com um pouco mais neste sábado”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *