Stock Jr.: Cássio Homem de Mello bate e não corre em Curitiba

Paulista se acidenta no primeiro dia de treino livre e é aconselhado a não correr na 11ª e 12ª etapas devido a uma concussão cerebral.


Cássio Homem de Mello (Terra / LoJack/Instituto Barrichello-Kanaan/GFS) viu suas chances de conquistar mais pódios se acabarem prematuramente depois de bater na barreira de pneus no primeiro dia de treinos livres da Stock Jr., realizados no último dia 10.

Logo após iniciar a primeira sessão de treinos, o piloto escapou na entrada do miolo do autódromo internacional de Curitiba, cruzou a pista e só recobrou a consciência ao ser retirado do carro pelos médicos. Cássio foi levado imediatamente ao ambulatório, onde ficou em observação por meia hora antes de ser encaminhado ao Hospital Cajuru.

“Ainda não consigo me lembrar o que aconteceu no momento do acidente. Só sei que sentia muita dor de cabeça e no meu braço esquerdo, achei até que tinha quebrado”, comentou Cássio.

O paulista realizou diversos exames e, felizmente, nada foi encontrado. Na sexta-feira (11) o piloto chegou ao circuito pronto para participar do 3º treino livre, mas foi orientado pelo médico da categoria, Dr. Dino Altmann, a não correr na rodada de Curitiba. Segundo ele, Cássio apresentava sintomas de quem sofreu uma concussão cerebral, ou seja, quando o cérebro balança dentro da caixa craniana.

“O Cássio apresentou dor de cabeça, lapsos de memória e irritabilidade, o que indica uma concussão cerebral. Ele não terá nenhum problema desde que não bata a cabeça novamente durante duas ou três semanas, por isso, eu o aconselhei a não correr”, disse Altmann.

O diagnóstico preciso só seria possível por meio de um exame neopsicológico que consiste na avaliação de diversas funções mentais. Mas, atualmente, ele só é realizado em categorias como Fórmula 1, IRL e Indy.

“Fiquei decepcionado por não poder correr, mas agora tenho que cuidar da minha saúde. Na próxima etapa já estarei bem e pretendo recuperar esse tempo perdido”, afirmou o piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *