Stock Jr.: Categoria estréia em Campo Grande

No comparativo com os gigantes da Stock Car, as dimensões do Stock Jr. não chegam a impressionar. A surpresa vem mesmo é quando o primeiro piloto entra na pista. Aquele pequeno chassi, importado dos Estados Unidos, tem pouco mais de 500 kg, é equipado com motor Yahama de 130 cavalos de potência e atinge a velocidade máxima de 200 km/h.


O baixinho impõe respeito. Nas duas primeiras rodadas do ano, em São Paulo (SP) e Curitiba (PR), não foi só a força do carro que chamou a atenção. As boas disputas entre os garotos da classe Pró e os pilotos da classe Master, que empolgaram o público nas preliminares da Stock Car, estão de volta neste fim de semana, em Campo Grande (MS).

           
Será a primeira exibição da Stock Jr. na capital sul-mato-grossense. A garantia de sucesso é o formato da categoria, que oferece equipamentos absolutamente iguais para todos os competidores e impede qualquer tipo de modificação no acerto. Os pilotos estão autorizados somente a mexer na calibragem dos pneus. Mesmo assim, dentro de um limite imposto por regulamento: duas libras a mais ou a menos. É a formula da competitividade. O experiente Linneu Linardi, com passagens pela Fórmula 3 Sul-Americana e Fórmula 2000 Canadense, escolheu a categoria para volta ao automobilismo, depois de cinco anos afastado, e aponta outro motivo para as boas disputas.



“Acho que o principal aqui é a vontade, a necessidade que todo mundo tem de andar na frente. Na classe Pró, tem a garotada que veio do kart e outros jovens pilotos que procuram se firmar de vez no automobilismo. Pela classe Master, o nosso objetivo é concretizar tudo o que já fizemos nas pistas. Ou seja, todo mundo anda o tempo inteiro no limite”, afirma Linneu Linardi, de 36 anos, que venceu a etapa inicial da categoria, mas sofreu uma quebra na rodada de Curitiba. Ele ocupa a terceira posição na classe Master, liderada por Jason Oliveira.


           
Sobre a chegada da categoria em Campo Grande, ele prevê o mesmo sucesso das etapas anteriores. “O público vai se surpreender com a qualidade das corridas”, comenta. “São poucos os pilotos que já conhecem a pista. A maioria, como eu, vai precisar aprender o traçado durante os treinos livres. Quem conseguir pegar o jeito mais rápido, tem tudo para se dar bem”, analisa Linneu Linardi, que busca recuperar os pontos perdidos com os dois abandonos das provas anteriores, realizadas em Curitiba. A primeira prova da Stock Jr. em Campo Grande será no sábado (20), às 14h20 no horário local. No domingo (21), a largada está prevista para às 11h20.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *