Stock Jr.: Etapa do Rio de Janeiro reforça intimidade de Ana Lima com a pista molhada

Piloto paulista chegou a ocupar a sexta posição na corrida do último sábado. Erro no acerto do carro, no entanto, impediu que ela fosse competitiva durante a prova toda.

A chuva, que caiu durante praticamente todo o dia de ontem (sábado, 30) no Rio de Janeiro, reforçou uma característica que vem se tornando uma das marcas da paulista Ana Lima (AGV/Fit/Ajinomoto) em sua temporada de estréia no automobilismo: a intimidade com o piso milhado. Depois de completar em Santa Cruz do Sul uma boa corrida sob essas condições, ela voltou a ter desempenho satisfatório na etapa deste fim de semana, quando chegou a ocupar a sexta posição em Jacarepaguá.


 


Ana só não foi além em virtude de um erro no acerto de seu carro, mais adequado para o piso seco. “Apostamos que a pista secaria ao longo da corrida, e acabei saindo com o acerto errado. Deveríamos ter amolecido mais o carro, e por isso tive um pouco mais de dificuldade para pilotar. Acabei rodando durante a corrida e acabei em 12º, mas a corrida foi boa e espero continuar brigando pelos seis primeiros lugares até o final da temporada”, declarou a piloto.


 


Campeã Brasileira de Motovelocidade, Ana Lima faz neste ano sua temporada de estréia no automobilismo, e obteve como melhor resultado justamente um sexto lugar na etapa de Campo Grande. Apesar de ter feito sua estréia sobre quatro rodas no circuito carioca, sua relação com o traçado de Jacarepaguá vem do período em que ainda competia na categoria de motocicletas. Ana engrossou o coro dos pilotos estreantes que não aprovaram as mudanças no circuito, mas reforça a importância da presença da categoria no Rio de Janeiro.


 


“Eu gostava muito mais da pista antiga, principalmente porque o trecho Norte, que hoje não faz mais parte do traçado, era a mais seletiva”, analisou. “Mas é muito importante termos corridas aqui. Mesmo com a concorrência da praia tivemos muita gente freqüentando o autódromo, principalmente neste domingo por causa da Corrida do 1 Milhão de Dólares da Copa Nextel, e isso é fundamental para nossos patrocinadores”, acrescentou. A paulista corre com o apoio das marcas AGV, Fit e Ajinomoto.


 


A etapa do último sábado da Stock Jr. foi vencida por Lucas Finger, que com esse resultado se aproximou do baiano Patrick Gonçalves na disputa pela liderança do campeonato. Finger soma, agora, 113 pontos, contra 127 de Gonçalves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *