Stock: Líder da Copa Caixa Stock Car, Ricardo Maurício chega confiante ao DF

O piloto da equipe Eurofarma RC tem quatro pontos de vantagem para o companheiro de equipe Max Wilson

Campeão na temporada 2008 e atual líder da Copa Caixa Stock Car, o paulista Ricardo Maurício chega otimista para a penúltima etapa, marcada para o domingo, dia 21 de novembro, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. O piloto da Eurofarma RC (Chevrolet) está confiante no bom rendimento do carro e no trabalho de toda equipe. Com duas vitórias no circuito do DF, ele aposta em uma boa campanha no final de semana. A etapa terá largada às 11h, com transmissão ao vivo pela Rede Globo de Televisão, dentro do Esporte Espetacular.

Ricardo destaca que a motivação não é de agora. “Ela se manteve constante durante cada etapa do campeonato. Tivemos um carro muito competitivo durante toda a temporada e, além disso, confio muito em toda a equipe Eurofarma-RC e sei o potencial de cada profissional que temos. Todos têm muita vontade de vencer e isso também nos fortalece e motiva a cada dia”, declara o piloto, que soma 251 pontos nesta Mobil Super Final.

Com relação à pista de Brasília, ele ressalta que gosta muito de correr ali. “É uma pista que gosto bastante e que já me trouxe duas vitórias na Stock Car. Possui quatro retas e todas com possibilidade de ultrapassagens, ainda mais com o uso do push to pass. O traçado de Brasília exige muito do bom acerto do carro, não apenas na classificação como também na corrida. Lembrando que são duas situações bem diferentes, onde você exige o máximo do carro na classificação e na prova praticamente tudo pode mudar. Também é essencial à atenção ao consumo de pneus e estratégia de box, além das possíveis entradas do Safety Car durante a corrida”, destaca.

Ele ainda diz o segredo para as duas etapas finais. “Continuar com o mesmo trabalho focado que estamos fazendo desde o início do ano. Mantendo a regularidade e conquistando pontos que serão decisivos até a etapa final”, diz. Já com relação à ansiedade, não há segredo. “Fazer o que está ao nosso alcance dentro da pista, dar o máximo e esperar que o carro se comporte bem nas duas próximas corridas, não podemos ter ansiedade agora e sim trabalhar treino após treino, corrida após corrida, e esperar que o resultado seja positivo no final”, ressalta.

Ricardinho diz que o melhor exemplo do bom momento é o fato da equipe ter os dois primeiros colocados na briga pelo título. “Nós dois temos chances reais de ser campeão, assim como os outros que estão na Super Final. Muita coisa pode acontecer nas duas corridas restantes, já que existem muitos pontos em jogo. A equipe trabalha em igualdade para os dois e aquele que se sair melhor e tiver mais sorte será o campeão, e isso vale para todos os dez pilotos que estão disputando o título”, finaliza.

A classificação geral da Mobil Super Final é a seguinte: 1) Ricardo Maurício, 251; 2) Max Wilson, 247; 3) Allam Khodair, 240; 4) Cacá Bueno, 236; 5) Átila Abreu, 234; 6) Nonô Figueiredo, 224; 7) Felipe Maluhy, 218; 8) Popó Bueno, 216; 9) Marcos Gomes, 210; 10) Daniel Serra, 207.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *