Stock Light: Dia de muito trabalho para Kaesemodel no Rio

Piloto melhora tempo mas piora posição, ficando em 11º., mas acredita que encontrou o caminho para definição do grid de largada amanhã.


Pista ‘manhosa’, calor infernal, treinos, treinos, mais treinos… O sol escaldante castigou pilotos e equipes que disputam a 8ª. e penúltima etapa do Brasileiro de Stock Car V8 Light, no autódromo de Jacarepaguá (RJ). Os termômetros registravam na pista 62 graus, 42 graus ambiente e perto de 60 graus dentro dos carros de corrida. O piloto paranaense Lico Kaesemodel (Sascar) trabalhou duro, buscando aprimorar sua performance no novo traçado carioca. Melhorou seu tempo em relação aos treinos da véspera em quase dois segundos, porém, terminou o dia na 11ª. posição. O mais rápido foi o paulista Gustavo Sondermann. Amanhã as equipes contam com mais uma sessão de treinos antes da classificação, que acontece as 13h20.

“Estamos trabalhando com muitas variáveis, confesso que no começo estava um pouco perdido, mas após analisar os dados desse último treino com a equipe, acredito que achamos um caminho, que pode melhorar minha performance. No mais, tive problemas com a direção hidráulica, estava muito duro de guiar, ainda mais com esse calor. E o meu grupo também foi um pouco prejudicado, pois entramos na pista no momento mais quente. Mas vamos continuar trabalhando para buscar uma boa posição no grid”, comentou Kaesemodel, que corre pela equipe RC Competições.

Segundo o consultor técnico da equipe, André Bragantini Jr., a pista carioca é a mais técnica do calendário. “É uma pista muito manhosa, tem muito sujeira, não aceita que o carro role, cada volta é diferente. Tem de ser muito técnico”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *