Stock Light: Lundgren completa prova extremamente acidentada em Curitiba

Emoção foi o que não faltou na 6ª etapa da Stock Car Light disputada neste sábado em Curitiba. A prova foi disputada no traçado “oval” de 2.550 metros com altíssimas velocidades, tempos abaixo da casa de um minuto e muitos acidentes. Sobreviver aos acidentes na pista passou a ser a primeira meta aos competidores.

O paulista Arthur Lundgren (Powertech), que havia batido na sexta-feira, andou forte na corrida, rodou, retornou à pista e conseguiu levar seu carro a bandeirada, nesta sua segunda participação no ano. O piloto, que reestreou na categoria em Santa Cruz do Sul, chegou animado à Curitiba e logo na largada já superou dois concorrente, sendo um destes por fora no Esse de Baixa do final da reta, mostrando um grande arrojo.
 
Logo nas primeiras voltas um acidente fez com que o safety-car entrasse pela primeira vez na pista para retirar o carro de lugar perigoso, reagrupado todo pelotão. Duas voltas depois se deu a relargada e outra confusão no final da reta fez com que Lundgren tivesse de frear forte para não bater nos carros que ficaram atravessados à sua frente. 
 
Na vigésima volta um acidente violentíssimo na curva que leva à entrada da reta fez com que o safety-car voltasse à pista. Desta vez os carros tiveram de passar pelos boxes, já que a pista estava completamente obtruída pelos destroços de três carros. Na confusão Lundgren ficou preso atrás dos dois primeiros colocados. O calor estava insuportável e isto atrapalhou o desempenho dos pneus, tornando os carros instáveis.
 
Dada a relargada Bragrantini levou seu carro até a bandeirada, com Luiz Carreira Jr. em segundo e Norberto Gresse completando o pódio. Lundgren acabou tendo de abrir caminho para o pelotão que o seguia, e cruzou a linha de chegada em 20º, mas contente com o rendimento próprio.
 
“Foi uma prova muito dura, mas diferentemente de Santa Cruz onde não completei por motivo físico, nesta estava muito bem fisicamente e até queria que tivesse mais voltas. No segundo safety-car fiquei preso após os dois líderes e na relargada tive de abrir para todo pelotão, assim ficou impossível recupera a volta de desvantagem”, contou Lundgen. “De qualquer modo estou satisfeito em ter completado esta prova e vamos para Brasília”, falou com otimismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *