Stock: Pneu explodiu e tirou Starostik da prova

Curitibano era o mais rápido da pista no momento da explosão.

A Copa Nextel Stock Car abriu sua segunda metade da temporada, com uma corrida no anel externo do Autódromo Internacional de Curitiba, que muito se assemelha a um traçado oval. Os tempos de voltas aproximaram muito os tempos de todos os carros, com 37 dos 38 do grid dentro do mesmo segundo.
 
O curitibano William Starostik (Jota Quest – Até aonde vai/ TVL/ Sundow ) correndo em “casa” já na sexta-feira tinha todos os motivos para comemorar o seu melhor desempenho em classificação, tendo levado seu Mitsubishi Lancer V8 a 20ª posição no grid de partida. Na largada Starostik conseguiu se livrar dos acidentes da primeira curva e fechou a primeira volta já na 17ª colocação, após passar por três adversários. A velocidade do piloto da equipe RCM Motorsporte era impressionante, tanto que quinta passagem registrou o tempo de 51s788 a segunda melhor da prova, e que só seria superada trinta voltas depois.
 
O simpático e irreverente piloto arrumou até uma maneira de homenagear sua cidade; já que todos taxis de Curitiba exibem a cor laranja a mesma do seu carro de corridas, e colou um adesivo “taxi” no aerofólio traseiro do bólido. Na nona passagem “Billy” como é chamado pelos amigos ultrapassou Alceu Feldmann assumindo a nona colocação para festa de toda sua equipe. Ao contornar a curva de entrada da reta o piloto sentiu algo de anormal, e em plena reta o pneu simplesmente explodiu, desintegrando toda lateral traseira do carro.
 
“Entrei na ‘Zero’ e senti uma vibração forte na traseira. Na reta senti uma pancada na traseira esquerda e vi um monte de pedaços voando para todo lado”, contou Starostik. “Foi muita sorte não ter batido no muro, o que teria gerando um ‘big one’ como na Nascar. Infelizmente tive de abandonar a corrida por causa do estouro do pneu, senão teria todas condições de chegar ao pódio”, completou o piloto.
 
A corrida foi vencida por Cacá Bueno, que herdou a ponta após o pneu de Pedro Gomes também ter estourado. Ricardo Maurício foi o segundo e seu companheiro de equipe Marcos Gomes completou o pódio. Feldmann que tinha sido superado por Starostik antes do acidente terminou em quinto, prova que o curitibano tinha grandes chances de lutar por um lugar no pódio.
 
O piloto já se prepara para um novo desafio no próximo final de semana, com a Fórmula 3 Sul-Americana, que viverá sua 7ª etapa na pista de Santa Cruz do Sul. Na F3 Sul-Americana “Billy” é o quarto no campeonato a somente um ponto do do terceiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *