Stock: Maluhy e Pamplona divididos sobre futuro da Stock Car em Jacarepaguá

Discussão sobre um novo autódromo no Rio de Janeiro continua gerando debates no automobilismo nacional

Felipe Maluhy e Duda Pamplona, os dois pilotos da equipe Officer ProGP, estão divididos com relação ao futuro da Stock Car – cujo campeonato prossegue domingo no Rio de Janeiro -, no Autódromo de Jacarepaguá. Segundo informação divulgada nos últimos dias pelo Ministério do Esporte e pela Confederação Brasileira de Automobilismo, por causa da realização dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio, o traçado atual dará lugar a um conjunto olímpico e será substituído por um novo complexo de esportes a motor no bairro de Deodoro. Enquanto o paulista, que ocupa a décima posição no certame -, acredita que a categoria ainda retornará ao lendário circuito, o carioca não esconde o motivo que o leva a afirmar que a prova de domingo será a derradeira apresentação dos carros de turismo mais velozes do País na pista onde já foram disputadas provas de F1, F-Indy e do Mundial de Motociclismo:

“Normalmente a etapa carioca da Stock Car é disputada na segunda metade da temporada, o que para mim é um sinal forte que a categoria não volta mais para esta pista.”

Já Felipe Maluhy explica que “a nova pista não será entregue até o ano que vem”, alusão ao discurso dos dirigentes da CBA de que Jacarepaguá só será desativado quando um novo autódromo estiver pronto para uso. Em um ponto, porém, Felipe e Duda concordam e deixam claro seus sentimentos sobre o destino do circuito atual: a solução proposta de derrubar uma praça esportiva tradicional para construir um complexo olímpico não é a melhor solução.

“Com tanta área ao redor da pista pra se fazer estes complexos, construí-los no autódromo foi uma falta de coerência”, diz o paulista. Por seu lado, o carioca reitera que “é muito mais coerente a escolha de outro espaço para construção de um centro olímpico e manter o autódromo intacto, fazendo obras da atualização. Em minha opinião “isso” é brincar com o nosso dinheiro.”

Tanto Felipe Maluhy quanto Duda Pamplona tem grandes lembranças da pista carioca, cuja arquitetura e localização foram consagrados mundialmente graças à disputa de várias provas de nível mundial disputados em seus vários traçados. Desde sua inauguração, em 1978, a pista carioca foi utilizada com cerca de quatro variantes, incluindo um oval construído especialmente para a F-Indy; em seu perímetro mais longo e conhecido, uma volta completa equivalia à distância de 4.993 metros. Para Maluhy, essas recordações são amplas e variadas, “pois incluem desde situações como piloto e outras tantas como torcedor da F1 e Indy.”. Duda Pamplona ainda tem vivo na memória um dos grandes momentos de sua carreira na Stock Car:

“Sem dúvida nenhuma, a minha maior recordação de Jacarepaguá é, e sempre será, minha vitória em 2007.”

Os treinos para a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car começam na sexta-feira, com provas de classificação marcadas para sábado. A largada da prova está prevista para as 11 horas de domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *