Stock: Marcos Gomes espera recuperar pontos perdidos

Após passar em branco em Interlagos, estreante quer ficar entre os cinco em Curitiba.

Depois de abandonar sua corrida de estréia na Stock Car V8, o atual campeão da Light, Marcos Gomes (Medley), vai a Curitiba com um objetivo claro: terminar a segunda etapa, neste domingo, entre os cinco primeiros. O filho mais novo do dinossauro Paulo Gomes, quinto no grid em Interlagos, quer repetir a dose e participar da superclassificação sábado em Pinhais. O piloto de 22 anos odiou a experiência de passar ao largo dos pontos, mas acha que não é hora de desespero. “É ruim, mas nem tanto. Ainda temos muitos pontos em disputa, preciso olhar para frente e tentar melhorar o máximo possível na próxima prova”.

Gomes ficou chateado com o acidente da última corrida em Interlagos, onde se chocou com Tarso Marques ao tentar a ultrapassagem na segunda perna do Esse do Senna, mas recebeu o apoio do chefe de equipe Andreas Mattheis. “Ele me disse para aprender com o erro e me tranqüilizar, porque tinha feito um bom trabalho durante o final de semana. Me deu mais ânimo e motivação”, contou. “Analisando com mais calma, acho que me precipitei. Não era a hora de passar. Estava ansioso com a estréia e espero ter aprendido a lição”, completou.

Sobre o fato de ter como companheiro de equipe o líder do campeonato, vencedor da abertura da temporada em São Paulo, Gomes é categórico. “É muito positivo. Aprendo muito com ele. Ricardo Maurício é experiente e sabe acertar muito bem o carro. Isso só ajuda. Na verdade, a pressão está mais nele, que é o piloto mais velho, do que em mim, que ainda preciso aprender muito. Portanto, não me sinto pressionado”.

Marcos Gomes elogiou o bom desempenho dos jovens saídos da divisão de acesso – quatro oriundos da Stock Car Light entraram na superclassificação e Daniel Serra, além de partir da pole, fez a melhor volta e subiu ao pódio em 3º. “Estávamos mais habituados aos pneus nacionais, mas os demais pilotos haviam treinado com eles desde a terça-feira. Por isso, o pessoal da Light me surpreendeu. Espero que a gente continue assim”.

Sobre a corrida em Curitiba, Gomes já sabe qual será o maior desafio. “Encontrar a melhor performance dos pneus nacionais nessa pista fará a diferença. Penso que não existe vantagem, mas nesse ponto as equipes e pilotos do Paraná talvez se sobressaiam um pouco por causa do conhecimento do circuito”. O estado é o segundo em número – 12 – de representantes na Stock Car, perdendo apenas para São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *