Stock: Marcos Gomes surpreende em Interlagos

Estreante, campeão da Light é o 2º no último treino livre.

O estreante Marcos Gomes (Medley) foi a surpresa do segundo e último dia de treinos livres da Stock Car em Interlagos, em preparação à abertura do campeonato neste fim de semana. O campeão da Stock Light, divisão de acesso da principal categoria do automobilismo nacional, ficou com a segunda melhor marca da tarde (1:42.411) e só foi superado por Thiago Camilo, da Vogel/Texaco, que cravou 1:41.831. No consolidado do dia, no entanto, o mais veloz foi Rodrigo Sperafico, da JF Racing, com o tempo de 1:41.699 estabelecido em condições mais favoráveis de pista e temperatura pela manhã.

Gomes superou os problemas com o motor que comprometeram seu desempenho pela manhã. “Ele estava um pouco preso, talvez porque seja novo, e chegamos até a pensar na possibilidade de trocá-lo”, explicou. Não foi necessário: apenas a regulagem do carburador devolveu ao engenho a potência plena. Apesar do bom treino, Gomes relatou ao diretor-técnico Andreas Mattheis a dificuldade com o câmbio. “Está ficando cada vez mais duro trocar as marchas, tanto para cima quanto para baixo”, avisou. Mattheis determinou, então, uma completa revisão do sistema para os treinos oficiais da sexta-feira.

Companheiro de equipe de Gomes, Ricardo Maurício fechou a tarde com a sexta colocação. Gostou mais do rendimento do carro na configuração de corrrida do que na simulação de classificação com pneus novos. “Acredito que já estamos competitivos para a prova”, avisou o ex-piloto da Fórmula 3.000, que andou a maior parte do dia com pneus bastante gastos. Ambos coincidiram na avaliação de que o sistema “push-to-pass”, novidade incorporada neste ano para facilitar as ultrapassagens, ainda precisa ser desenvolvido. Segundo eles, a injeção de nitro não aumentou significativamente a velocidade do carro.

Ao lado, nos boxes da equipe Vivanz, o experiente Guto Negrão – 8º colocado na temporada passada – encontrou a resposta para o desempenho apenas regular, já que foi o 18º do último ensaio, a mais de um segundo de Thiago Camilo. “O problema é o motor. Estou perdendo oito décimos na subida da junção e outros seis no sol”, explicou. “Este aqui já era. Vamos trocá-lo para os treinos da sexta-feira.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *