Stock: Nonô é 13º no treino livre em Tarumã

Duda busca melhor acerto para classificação.

Mesmo sem ter conseguido tempos entre os dez pilotos mais rápidos nos treinos livres para a décima primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car os dois pilotos da Officer Motorsport continuam confiantes para a prova de classificação, que será disputada amanhã. Embora tenham ficado entre os mais rápidos no treino da manhã, Nonô e Duda não conseguiram repetir o desempenho no treino vespertino, em parte prejudicados por uma leve garoa que umedeceu os 3.016 metros do autódromo de Tarumã. O maior problema, porém, foi com a mudança de comportamento dos seus caros, como explica Duda Pamplona:


 


“Nosso carro simplesmente perdeu rendimento no segundo treino e agora precisamos estudar a fundo os dados adquiridos através dos sensores instalados na direção, freios e acelerador. De qualquer maneira, continuamos confiantes.”


 


Ao contrário do que ocorre na F1, onde os dados são transmitidos por telemetria e processados em tempo real, na Stock Car esse sistema é proibido para conter custos. Por isso, a cada parada nos boxes um engenheiro carrega estas informações em seu computador e, após o treino, estuda com o piloto as reações do carro. Na Officer Motorsport esse trabalho é efetuado pela única engenheira da categoria, a carioca Rachel Loh, que no Grande Prêmio do Brasil colabora com a equipe da Toyota. Para Fábio Gaia, diretor esportivo do time, essa experiência deverá ser ainda mais útil neste fim de semana:


 


“A experiência da Rachel em uma categoria onde as demandas e a pressão são mais altas certamente será muito importante para melhorar o desempenho dos nossos carros para a prova de classificação.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *