Stock: Novo carro da Copa Nextel somente em 2009

A estréia do novo modelo de carro para a Copa Nextel Stock Car será em 2009 e não mais na próxima temporada, como estava programado. A mudança de planos foi definida pela Vicar após reunião com as equipes que disputam a Copa e teve como base o aumento de custos e uma nova reestruturação das demais categorias, capaz de absorver equipes e pilotos que ficarem de fora da Copa Nextel Stock Car.

Carlos Col, diretor-presidente da Vicar, promotora do evento, explicou os detalhes neste sábado, após os treinos de classificação da terceira etapa, no Autódromo Internacional de Campo Grande.

“O planejamento era para entrar com o modelo novo em 2008. Faríamos com que os carros atualmente utilizados descessem para uma categoria, que hoje é a Light, que passaria a ser uma copa distinta, que não uma Copa Nextel, ainda a ser nomeada. Desta maneira, abriríamos condição de trabalho para aquelas equipes e pilotos que vão ficar de fora após a classificação deste ano, visando o ano que vem. Vamos abrir uma nova frente de mercado com as picapes, que irão adotar o mesmo conceito dos carros atuais, ou seja, o chassis tubular e o formato das várias marcas que vierem a ser parceiras do projeto. Dessa forma temos uma escada de três categorias com diferentes patamares de custo e três diferentes opções para os pilotos, inclusive aqueles que querem fazer carreira. Podem começar pela Junior, pular para a Pick up, depois pular para a copa que irá receber um nome ainda, vamos chamar por enquanto de Copa Vicar, e depois ascender, um dia, para a Copa Nextel”, explica Col.

Para que isso fosse possível neste momento, as equipes teriam um custo maior e todas acabaram insistindo no adiamento. Por isso, a Vicar concordou com a alteração da data para que esta transição fosse de maneira mais tranqüila possível e para que se possa repensar as demais categorias.  Além disso, a Vicar está promovendo, a partir deste ano, o Campeonato Brasileiro da Pick Up Racing e está fazendo todos os estudos para ter um plano B de transição, em 2008, para a situação definitiva em 2009.

“Esse é o novo formato que pensamos, mas o investimento dos carros novos não é assim tão pequeno, as equipes pediram o adiamento de um ano para que elas criem condições financeiras de fazer esse investimento, afinal de contas são dois carros, peças de reposição, estoque de várias coisas e componentes. Esse valor seria da ordem de 350 mil reais, por equipe, para dois carros.  Serão 170 mil reais por carro, mais peças reservas, que aí depende de cada equipe, o montante  que costuma fazer de estoque de peã reserva. Esses 350 mil podem virar 400 ou 450 mil, aí depende de cada um”, destaca.

Com relação ao carro para 2009, Col adiantou as premissas para a produção do novo modelo. “Solicitamos aos engenheiros e à ZF, que deverá produzir este carro, que primeiro fosse mais seguro para os pilotos; segundo, tivesse componentes mais duráveis e confiáveis, porque isso significa redução de custo para as equipes; terceiro, que ele fosse mais fácil de ser trabalhado pelas equipes, demandando menos mão de obra para o trabalho dos carros, e, finalmente, que o aproveitamento desse trabalho nas pistas subisse, pois temos pouco tempo de treino. Estes são os principais quesitos e que estão sendo atendidos pelo projeto. Evidentemente, o trabalho está em desenvolvimento e agora vamos ter um pouco mais de tempo para fazer isto melhor e todo um cronograma de testes de pista, ele vai ter uma alta quilometragem de pista, em protótipo, antes que coloquemos uma versão definitiva em linha de produção”, declara.

Projetado pelo engenheiro argentino Edgardo Fernandez, da Renault, o carro deverá ser um pouco mais veloz. “O carro tem se demonstrado mais rápido, se bem que fizemos poucos testes até agora e eles não tiveram esse foco. Foram somente de checagem, mas mesmo assim ele foi mais rápido que o carro atual sem qualquer trabalho nessa direção. A expectativa do piloto de testes, Felipe Giaffoni, é de que ele seja, depois de acertado, algo em torno de dois a três segundos mais rápido que o carro atual”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *