Stock: Pista de Buenos Aires será aberta às 8 horas desta sexta-feira

A Stock Car precisará acordar bem cedo nesta sexta-feira, antes da abertura dos treinos oficiais da 10ª etapa da temporada, a segunda dos playoffs decisivos envolvendo somente os 10 melhores pilotos da fase classificatória. Em função do elevado número de categorias incluídas na programação da TC 2000, a modalidade mais popular do automobilismo argentino, a categoria nacional entrará na pista do Autódromo Oscar Galvéz a partir das 8 horas. Como a maioria dos pilotos está hospedada no centro de Buenos Aires, onde o tráfego da manhã é sempre complicado, quem sair da cama depois das 6 horas corre o risco de se atrasar.

Os ensaios iniciais contarão com dois grupos e 45 minutos para cada um. À tarde, a sessão conjunta terá duração de uma hora e meia e limite de 24 voltas por carro. Hoje, com sol forte e temperatura pouco abaixo dos 20 graus, as equipes se concentraram na finalização da montagem dos boxes e na preparação dos carros. Na Medley, que venceu a prova do ano passado com Giuliano Losacco, o dia foi também de discussões sobre a estratégia para os primeiros testes. Embora cada piloto disponha de três jogos de pneus novos para o fim de semana, a tendência é que Losacco e seu companheiro Guto Negrão treinem apenas com os usados, reservando os 0K para as sessões classificatórias do sábado.


Andreas Mattheis, diretor-técnico da Medley, acredita que a equipe tem chances de reeditar o excelente desempenho de 2005, fundamental na ascensão de Losacco rumo ao bicampeonato. Mas lembra que os novos compostos dos pneus e a barra estabilizadora que passou a ser usada em 2006 trazem outros elementos para a disputa. “São mudanças consideráveis. Só depois dos treinos de sexta-feira é que começaremos a ter uma noção mais clara das condições de cada um”, ressaltou Mattheis.


Os organizadores ouviram as reclamações das equipes e pilotos e aumentaram de dois para três o número de jogos de pneus 0K em Buenos Aires. Mattheis acredita que o traçado de Buenos Aires, formado por duas curvas de alta velocidade e uma terceira que exige uma freada mais forte, não deverá provocar o mesmo consumo do circuito gaúcho. “Tarumã é uma pista de retas curtas e curvas de raio longo, que aumentam o desgaste. Não é o caso deste aqui. Mas o risco de que um mesmo lote de pneus apresente variações não pode ser afastado”, acrescentou.


Mattheis entende que a corrida deste domingo será quase uma decisão. “Precisamos chegar bem e livrar uma vantagem que nos dê uma certa folga para a etapa seguinte no Rio de Janeiro. Quem ficar para trás terá dificuldades para se recuperar, porque faltarão apenas duas provas”, justificou. Losacco e Cacá estão empatados com 237 pontos, enquanto Hoover Orsi, o terceiro colocado, se distanciou no Rio Grande do Sul e permanece com os mesmos 220. Depois, o equilíbrio é grande. Guto, por exemplo, ocupa a 7ª posição com apenas cinco pontos de desvantagem em relação a Orsi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *