Stock: Pizzonia quer somar pontos em Interlagos

Amazonense vai para a corrida pensando em se aproximar da Super Final.

Com o início da segunda metade da fase de classificação à Super Final da Copa Nextel Stock Car, Antonio Pizzonia (Flash Power/Amir Nasr Racing) parte para a quinta etapa da competição pensando em se aproximar de uma das dez vagas para a definição do título da temporada. “Neste momento qualquer ponto é importante para ratificar uma posição entre os 10 melhores que nas últimas quatro provas vão decidir quem será o campeão. E vou atrás deles”, exclama o amazonense que ocupa a quarta colocação no campeonato, com 44 pontos. A corrida é no domingo (05/07), às 11h no Autódromo de Interlagos, com transmissão ao vivo da TV Globo.

O treino classificatório foi bastante equilibrado e Antonio Pizzonia ficou de fora da briga por melhores posições no grid por uma diferença de tempo muito pequena. “Foi muito apertado. Se eu virasse dois décimos mais rápido teria ficado entre os oito primeiros e teria uma boa chance de largar entre os ponteiros”, analisa o titular da Amir Nasr Racing, que parte da nona fila. A pole ficou com o paulista Ricardo Maurício (RC Competições), seguido pelos também paulistas Thiago Camilo (Vogel Motorsport) e Marcos Gomes (Action Power).

Após andar em todos os treinos livres com pneus bastante desgastados, Pizzonia não conseguiu melhorar muito seus tempos quando utilizou compostos novos na definição do grid de largada. “Nós esperávamos uma reação diferente com pneus novos. Eu pensava em virar bem mais rápido, mas a melhora de rendimento não veio”, explica o piloto que soma passagens pela Fórmula 1, Champ Car e Superleague Formula.

Uma novidade a partir da etapa de Interlagos, que pode definir os rumos da corrida, é a nova regra de pit stop. Na volta seguinte em que se completar o 20º minuto da corrida, será apresentada a informação de Box Aberto. Até o final da prova as equipes poderão realizar pit stop para abastecimento e troca de pneus, mesmo simultaneamente. Enquanto o acréscimo de 20 litros de combustível continua compulsório, a mudança de pneus agora é facultativa. “Agora começa a haver a possibilidade de estratégia, a idéia das paradas faz um pouco sentido”, conta o chefe de equipe Amir Nasr.

Como o carro de Pizzonia foi sempre rápido e constante com pneus gastos, a equipe ainda não definiu qual estratégia será seguida. “Estamos analisando. Podemos ganhar ou perder posições na última volta, de acordo com a estratégia que utilizarmos. Mas o importante é fazer uma boa prova de recuperação”, completa Amir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *