Stock: Por vaga no playoff, Fontes promete para Brasília sua melhor atuação na temporada

Piloto goiano está em 12º na tabela e precisa terminar entre os cinco primeiros para levar o Centro-Oeste à decisão do título da Stock Car.

 


A oitava etapa, última da fase classificatória, vai definir na manhã deste domingo (23) a lista dos 10 pilotos classificados ao playoff da Copa Nextel Stock Car V8. A proximidade do momento decisivo faz da expectativa para a corrida, que terá como palco o veloz anel externo do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília, seja traduzida pelos cálculos matemáticos que determinam a chance de classificação de cada competidores.


O carioca Cacá Bueno e os paulistas Ricardo Maurício, Thiago Camilo e Marcos Gomes ocupam as quatro primeiras posições na tabela de classificação do campeonato e já têm garantidas as suas vagas. As outras seis estarão em disputa por 19 pilotos. Neste grupo, há os que defendem sua permanência na lista dos 10 primeiros, os que têm chances razoáveis de tomar parte desta relação e os que dependem de combinações de resultados quase impossíveis.


Ruben Fontes é um dos que identificam chance razoável de classificação. O piloto goiano da Neo Química-Neosoro/JF Racing deixou de figurar no grupo dos 10 primeiros colocados por conta dos problemas que teve nas duas últimas etapas da Stock Car V8 – quebra de motor em Santa Cruz do Sul e um pneu furado em Curitiba. Ocupa atualmente a 12ª posição, 11 pontos atrás do paulista Daniel Serra, da Red Bull, que defende a décima posição.


“É agora ou não é nunca mais. Para poder pensar em título, terei de fazer a minha melhor corrida no ano, e esse é o meu objetivo”, afirma Fontes. “Não vou dizer que eu vá para o tudo ou nada, porque não é esse o caminho aconselhável. Vou, sim, fazer o melhor que puder, uma corrida ponderada, buscando extrair todo o potencial que o nosso carro oferece sem correr riscos desnecessários. Há muita gente querendo a classificação, vai ser uma disputa muito dura”.


Depois de duas corridas sem conseguir levar o carro ao final, Fontes diz-se confiante e otimista para a corrida em Brasília. “É hora de virar essa fase ruim. Não adianta reclamar do que passou, mas se não fossem esses probleminhas, eu teria hoje seis ou oito pontos a mais no campeonato e poderia assumir um outro perfil para a corrida em Brasília”, comenta. “O que eu tenho em mente é terminar a corrida em terceiro ou quarto”, estipula.


O piloto goiano frisa uma identificação com as características da pista. “Eu não tive grandes resultados em Brasília, mas o meu retrospecto de performance muito bom. Em 2005, liderei os treinos livres. No ano passado, fui para a disputa pela pole, na Super Classificação, de igual para igual com os outros pilotos. Temos tudo para fazer algo muito parecido. A partir disso, tenho que fazer uma boa corrida e torcer para que tudo dê certo”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *