Stock: Rafael Matos disputa duas etapas pela Bassani

Ele soma uma sequência impressionante de títulos no automobilismo norte-americano: campeão da F-Barber Regional, F-Dodge, Star Mazda, F-Atlantic e Indy Lights. Na Indy, foi o estreante do ano de 2009 e, no comando de carros de turismo, venceu as 24h de Daytona de 2008 (foi o melhor entre os GTs, com um Mazda RX8) e fez provas pelo time Risi Competizione, esquadrão oficial da Ferrari nos EUA. Depois de tantos anos longe de casa, finalmente o mineiro Rafa Matos ganha a chance de competir numa categoria legitimamente verde e amarela. O piloto de 31 anos vai defender a equipe Bassani RC3 – parceria entre o engenheiro Eduardo Bassani e o ex-lateral Roberto Carlos – nas duas últimas etapas da Stock Car. Rafa comandará o Peugeot de nº 2 na prova de Brasília (11 de novembro) e na Corrida do Milhão, que encerrará a temporada em Interlagos, em 9 de dezembro.

O fato de ter que se adaptar ao carro da Stock, com motor V8 e chassi tubular, poderia ser visto como obstáculo, mas promete ser tirado de letra por alguém que se acostumou a pilotar nas mais variadas categorias, com muita versatilidade e bons resultados. Nas últimas temporadas, além das provas na Indycar, competiu na Grand-Am (com protótipos e GTs), na American Le Mans Series (com protótipos das categorias LMP2 e LMPC), driblando com talento o pouco tempo para se familiarizar com o equipamento. Uma capacidade que certamente pesou na escolha de seu nome pela Bassani, chefiada por um profissional com experiência de sobra. “O Bassani conhece tudo do automobilismo brasileiro e certamente me ajudará muito para aprender os segredos do carro com maior facilidade. E do Roberto Carlos, por quem sempre torci, espero mostrar a mesma força na perna – a dele para bater faltas, a minha para acelerar”, brinca o mineiro.

Ainda em negociações para a temporada de 2013, Rafa quer brigar por bons resultados em sua participação especial na Stock, de modo a terminar o ano motivado. “Fiquei muito feliz com o convite e não via a hora de poder confirmar oficialmente a minha presença nas duas corridas. Sou bastante grato ao time e à Red Nose, Ativas e Symantech, que serão nossos patrocinadores, e à R3MZ, a agência que viabilizou o projeto. É até engraçado que hoje eu tenha muito mais experiência nas pistas norte-americanas do que nas brasileiras e sempre é especial poder correr em casa, diante dos amigos e da família, numa categoria tão desenvolvida e popular. Na São Paulo Indy de 2010 e 2011 pude sentir muito bem o que é isso.

E como as notícias boas não costumam andar sozinhas, Rafa foi convidado para um evento histórico, que servirá como aquecimento de luxo para as corridas da Stock. Domingo (21), ele terá o privilégio de participar da inauguração do Circuit of Americas, em Austin (Texas), que será, a partir deste ano, o palco da F-1 nos EUA. Com a Ferrari 458 Italia GT2 da equipe Risi, participará de uma exibição e ajudará a emborrachar o asfalto para a chegada do circo, em 18 de novembro. “É um privilégio e tanto ser o primeiro a andar num circuito novinho, quanto mais uma das pistas mais modernas do mundo e no comando de um carro que é pura tradição”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *