Stock: RC3 Bassani larga em 25º com Muffato, mas Medeiros fica de fora novamente devido a regra

Neste sábado (27) foi realizado em Tarumã (Viamão) o treino classificatório para a 10ª etapa da Copa Nextel Stock Car. O piloto Ricardo Sperafico ficou com a pole position com o tempo de 1min06s046.

A tomada de tempos foi polêmica. Primeiro os carros da equipe Medley (Ricardo Mauricio e Marcos Gomes) foram desclassificados por estarem utilizando pneus trocados. Com isto eles não participaram da Super Classificação e vão largar nas ultimas colocações. Depois, foi a vez do carro da equipe WA Matheis do piloto Ricardo Sperafico ser protestado. Seu carro passou por uma vistoria e nenhuma irregularidade foi encontrada.

David Muffato vai largar na 25ª colocação, e Thiago Medeiros, mesmo com o 32º melhor tempo, fica de fora da corrida.

Uma corrida de sobrevivência

Para David Muffato a etapa de Tarumã vai ser uma prova de resistência para os carros da categoria. Segundo ele, se o forte calor continuar, muitos carros podem apresentar problemas. “Temos que ter muita calma e consciência. Se estiver calor muita gente vai ficar pelo caminho com problemas. Vou com a mesma tática das ultimas três provas onde pontuei. Ter calma nas ultrapassagens e fazer uma corrida cabeça. Espero chegar aos pontos”, disse Muffato.

David, que esperava largar entre os 20 primeiros, teve sua melhor volta atrapalhada no miolo do circuito. Mesmo largando em 25º, o otimismo é grande. “Vou cuidar do carro durante a prova e também preservar os pneus. Estou bastante otimista e o objetivo são os pontos para a equipe. Uma pena o Thiago não estar largando. Seria uma prova para ele provar sua capacidade”, finalizou Muffato.

De 32º para fora da prova

Thiago Medeiros conseguiu sua melhor evolução na categoria neste fim de semana. Ficando menos de 1s (0.940) do piloto mais rápido ele marcou o 32º melhor tempo. Mas por conta da regra dos pilotos “biônicos” ele não larga nesta prova. Os beneficiados foram: Marcos Gomes, Ricardo Mauricio, Matheus Greipel e Tarso Marques. Ainda estavam atrás de Thiago e são biônicos: Paulo Salustiano e Guto Negrão. “É um absurdo. Fiz o meu melhor treino com a RC3 Bassani e vou ficar de fora. Fico indignado que esta regra de pilotos biônicos é mais forte que uma desclassificação. Dois pilotos foram desclassificados e mesmo assim podem competir. Fico triste com isso”, desabafou Medeiros.

Thiago foi nesta temporada o piloto mais prejudicado, até então, com a regra dos biônicos. Ele marcou o 32º melhor tempo e ficou de fora. Ou seja, seis pilotos tiveram o privilégio de participar da prova. “Evoluímos muito com o carro e ficamos menos de 1s do mais rápido. Estou extremamente decepcionado de não participar de mais uma etapa. Vou torcer para o David marcar os pontos para o nosso time”, finalizou o paulista.

RC3 Bassani explica o protesto contra WA Matheis

A equipe RC3 Bassani, com o apoio de outras equipes Peugeot da categoria, protestou o carro de Ricardo Sperafico da equipe WA Matheis após a Super Classificação. O motivo do protesto seria uma irregularidade na carenagem. Eduardo Bassani, engenheiro do time, explica. “Não sei se pela pintura (layout), mas visualmente as caixas de rodas dos carros Peugeot da equipe WA Matheis parecem diferentes das demais equipes da mesma marca. Por isso, apoiado por outros chefes de equipes, protestamos para que esta dúvida fosse sanada. Na vistoria, o carro do Sperafico cumpriu com todos os gabaritos, assim como os meus dois carros de bolha Peugeot”, explicou.

Eduardo Bassani completou: “o intuito deste protesto foi também alertar que no modelo Peugeot estas caixas de rodas traseira e dianteira são mais altas que as demais marcas. Se isto for modificado para o próximo ano, todos os chefes de equipes Peugeot não terão esta pequena desvantagem”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *