Stock: Ribeirão Preto é bem melhor que Mônaco

A opinião é respeitável e vem de dois ex-pilotos de Fórmula 1: Tarso Marques e Christian Fittipaldi, da Gramacho Costa.

No meio desta semana, Tarso Marques afirmou que Ribeirão Preto e Mônaco têm tudo a ver. Após disputar os treinos livres desta sexta-feira, a conclusão do piloto da Gramacho Costa mudou um pouquinho: “Ribeirão é muito melhor!”
Ao contrário da enxurrada de críticas de outros pilotos sobre a qualidade e a segurança, Tarso fez elogios ao traçado. “Eu gostei da pista”, disse, do alto de sua experiência como ex-piloto de Fórmula 1, Fórmula Indy, e diversas categorias do automobilismo internacional, que competiu nas pistas mais difíceis do mundo, como Surfer’s Paradise, na Austrália, e Pau, na França, entre outras.
“A pista é lenta porque o carro é pesado, mas o asfalto é muito bom. Temos apenas dois pontos que acho que poderiam ser mais seguros. Mas, no geral a pista de Ribeirão é dez vezes melhor que Mônaco. Mas, pelo fato de ser lá, todo mundo acha tudo lindo e glamoroso”, disparou o paranaense.
A opinião é partilhada por seu companheiro, o também experiente Christian Fittipaldi, que também já correu pelas duas principais categorias de monopostos do planeta. “Pista de rua é pista de rua. Não tem o que inventar. É tudo a mesma coisa”, afirma.
Christian faz uma pequena análisa da pista de 2,2km montada na região que compreende as Avenidas Lygia Latuf Salomão e Avenida Brás Olaia Acosta, no Subsetor Sul 5. “É um pista de baixa para média velocidade. A curva 3 é boa. Já a segunda parte é estreita demais e lenta. Se der para conciliar e deixar mais rápida ficará melhor.”
Para este sábado, a dupla liderada por Alexandre Gramacho espera conseguir uma vaga entre os dez primeiros no treino classificatório, marcado para as 11h20 (de Brasília). “Para a classificação vamos trabalhar bastante para chegar entre os 10 no classificatório amanhã”, completou Tarso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *