Stock: Ricardo Maurício fatura a Corrida do Milhão

Piloto da Eurofarma RC conquista vitória com a mudança

Ricardo Maurício, da Eurofarma RC (Chevrolet) é o mais novo milionário da Família Stock Car. O piloto conquistou a vitória na Corrida do Milhão Goodyear, realizada neste domingo, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, válida pela sétima etapa da Copa Caixa Stock Car. A conquista foi graças ao belo trabalho da equipe no pit stop, que permitiu que Ricardinho assumisse a ponta nos boxes. O paulista cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h06min06seg, para as 35 voltas no circuito paulistano, e tornou-se o primeiro piloto a vencer duas vezes na temporada 2010, repetindo o feito da terceira etapa, no Velopark.

O pole position Marcos Gomes, da Blau Full Time (Peugeot), cruzou em segundo lugar, com 1h06min09seg. Já o líder da competição, o sorocabano Átila Abreu, da AMG Motorsport (Chevrolet) completou o pódio, com o tempo de 1h06min14seg. A Copa Caixa Stock Car prossegue no dia 19 de setembro, com a oitava e última etapa antes da Super Final, programada para o Autódromo Internacional Orlando Moura, em Campo Grande (MS).

Com os resultados da Corrida do Milhão Goodyear, Ricardinho encostou ainda mais no líder Átila. O sorocabano tem 110 pontos, contra 97 de Ricardinho. Cacá Bueno aparece em terceiro, com 75. Os dez mais bem colocados na classificação geral após sete etapas ficou assim: 1) Átila Abreu, 110; 2) Ricardo Maurício, 97; 3) Cacá Bueno, 75; 4) Max Wilson, 72; 5) Nonô Figueiredo, 66; 6) Daniel Serra, 63; 7) Felipe Maluhy, 56; 8) Allam Khodair,50; 9) Marcos Gomes, 42; 10) Thiago Camilo, 40.

Ricardinho largou na terceira posição, mas ainda nas primeiras voltas conseguiu ganhar uma colocação. O paulista mantinha um bom ritmo. Pizzonia, andando bem, começou a pressionar Ricardinho. O piloto da Hot Car já havia conquistado dois postos sobre Átila Abreu e Nonô Figueiredo, da Cosan Mobil Super Racing (Chevrolet). O amazonense continuou apresentando bom desempenho e, com uma postura ousada, fez bela ultrapassagem, assumindo a segunda colocação. Mas poucas voltas depois, Ricardo Maurício ultrapassou e reassumiu o segundo posto.

Mas a Corrida do Milhão Goodyear ainda reservava mais surpresas. Ricardo Maurício e Marcos Gomes fizeram a parada no boxe praticamente juntos. Porém no pit stop, a Eurofarma soube fazer uma melhor estratégia e com uma trabalho mais rápido permitiu que Ricardinho conquistasse, nos boxes, a primeira posição. A partir daí, o paulista não teve problemas para se manter na liderança, chegando a abrir mais de cinco segundos para Marcos Gomes.

O chefe de equipe Rosinei Campos comemorou a mudança de estratégia, de última hora. “Mudamos a estratégia, meio que de última hora. E foi mesmo um risco, mas felizmente deu certo. Todos estão de parabéns”, comemorou Meinha.

O novo milionário comentou a vitória e os planos para o prêmio conquistado. “Foi um fim de semana perfeito. Muitos me perguntaram o que eu faria se ganhasse R$1 milhão, mas na verdade, nosso objetivo era visar o campeonato, então encaramos a prova como uma corrida normal. Queríamos vencer sem a preocupação com o dinheiro. Conquistamos a vitória e estou muito contente, também pela minha equipe, que dormiu muito pouco para deixar o carro competitivo. Eles também merecem o prêmio e vou dividir a “grana” com eles.

O piloto também comentou sobre o seu carro no final da corrida. “Todas as equipes estavam com estratégias diferentes e fizemos um bom pit stop. Porém, acabou meu combustível no laranjinha e comecei a rezar. Meu carro até deu uma falhada e uma balançada na bandeirada, mas era para ser. Deu tudo certo”, comemorou aliviado.

Já para Marcos Gomes, o resultado não agradou e o piloto demonstrou insatisfação com o término da prova. “Não dá para negar que não fiquei feliz com o resultado, que não foi esperado. Na prova, a gente tinha um bom carro no começo. Depois veio o pit, colocamos pouco combustível e não dava para arriscar muito, tanto que o carro do Ricardinho acabou o combustível na reta e o meu mais à frente, na curva. Mas se eu tivesse saído na frente dele no pit, com certeza seria uma boa disputa e tentaria ao máximo evitar a ultrapassagem. Pensando no campeonato, com esse final de semana, estou mais garantido na Super Final e a pole de ontem também foi boa para a equipe. Mesmo perdendo esse milhão, vou sair daqui com a cabeça erguida”, comentou.

Segundo Átila Abreu, o fim de semana foi de superação e o pódio veio para complementar. “Os dois (Marquinhos e Ricardo) com certeza eram mais rápidos do que eu, foi uma disputa boa na pista e conseguimos largar bem, o importante é isso. Alguns imprevistos aconteceram, como o meu pneu que desgastou bastante. Além disso, não consegui ganhar muitas posições e nos treinos não estávamos bem, meu motor estava ruim e teve que ser trocado. Mas foi interessante não começar bem e terminar no pódio. A Stock Car é competitiva e vamos brigar até o fim para conquistar o título “, salientou o sorocabano.

O resultado da Corrida do Milhão Goodyear:

1) Ricardo Mauricio (Chevrolet), 01:06:06.659
2) Marcos Gomes (Peugeot), 2.592
3) Átila Abreu (Chevrolet), 7.834
4) Cacá Bueno(Peugeot), 8.892
5) Thiago Camilo (Chevrolet) 14.052
6) Nonô Figueiredo(Chevrolet), 14.253
7) Daniel Serra (Peugeot), 23.317
8) Rodrigo Sperafico(Peugeot), 25.610
9) Constantino Jr (Peugeot), 28.166
10) Cláudio Ricci (Peugeot), 34.854
11) Popó Bueno (Chevrolet), 37.187
12) Lico Kaesemodel (Peugeot), 37.249
13) Allam Khodair (Peugeot), 38.917
14) Luciano Burti (Peugeot), 51.835
15) Antonio Jorge Neto (Chevrolet), 59.903
16) Felipe Maluhy (Chevrolet), 1:06.337
17) Diego Nunes (Peugeot), 1:11.565
18) Valdeno Brito (Chevrolet), 1:20.981
19) Max Wilson (Chevrolet), 1:22.986
20) Thiago Marques (Chevrolet), 1:26.213
21) Duda Pamplona (Chevrolet), 1 volta
22) Gustavo Sondermann (Chevrolet), 3 voltas
23) David Muffato (Peugeot), 4 voltas
24) Alceu Feldman (Peugeot), 16 voltas
25) Antonio Pizzonia (Chevrolet), 19 voltas
26) Ricardo Zonta (Chevrolet), 20 voltas
27) Giuliano Losacco (Peugeot), 25 voltas
28) Pedro Gomes (Chevrolet), 25 voltas
29) Christian Fittipaldi (Chevrolet), 26 voltas
30) Ricardo Sperafico (Chevrolet), 30 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *