Stock: Rubens Barrichello vence em Cascavel

Rubens Barrichello (Full Time Competições /Chevrolet) venceu neste domingo (17/08), em Cascavel, no Paraná, a prova longa da sexta etapa da temporada. Foi a segunda vitória consecutiva de Barrichello. Júlio Campos (Prati-Mico’s Racing/Peugeot) e Átila Abreu (Mobil Super Racing/Chevrolet) completaram o pódio.

Em uma prova muito disputada, marcada por dois Safety-Car, Barrichello vinha em sexto lugar até o começo da janela de pit stops.

Após as paradas nos boxes, Campos, que largou na pole, era o líder, seguido por Barrichello. Na 25ª volta, Campos escorregou na entrada do Bacião, e deu um passeio pela grama, sendo superado por Barrichello.

Barrichello abriu vantagem nas voltas seguintes, vencendo com 2s1 sobre Campos. Abreu superou Cacá Bueno (Red Bull Racing/Chevrolet) na volta final, e garantiu a última vaga no pódio.

“Foi uma corrida excelente. Nossa estratégia de pit stop foi muito boa.
Contei um pouco com a sorte do Julinho ter saído da pista, mas isso faz parte. Depois ele vinha muito forte e pensei que não desse para aguentar. Mas o carro dele foi indo para trás e o meu para frente. Ganhar foi maravilhoso”
, comentou Barrichello.

Bueno, que vinha em segundo antes dos pits, teve problemas nos boxes, e perdeu muito tempo. Gabriel Casagrande (C2 Team/Chevrolet) terminou em quinto, seguido por Vitor Genz (Boettger Competições/Peugeot).

Sergio Jimenez     (Voxx Racing Team/Peugeot), Valdeno Brito (Shell Racing/Chevrolet), Marcos Gomes     (Schin Racing Team/Peugeot) e Max Wilson  (Eurofarma RC/Chevrolet) completaram os dez primeiros. Com o grid dos dez primeiros invertido, Wilson larga na pole na segunda prova.

Abreu lidera o campeonato com 94 pontos, um a mais do que Barrichello Campos em terceiro, soma 91.

Final:

1. Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 34 voltas em 41min14s398
2. Julio Campos (Prati-Mico’s Racing) – a 2.150
3. Átila Abreu (Mobil Super Racing) – a 2.634
4. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 4.308
5. Gabriel Casagrande (C2 Team) – a 7.956
6. Vitor Genz (Boettger Competições) – a 8.041
7. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 11.268
8. Valdeno Brito (Shell Racing) – a 11.842
9. Marcos Gomes (Schin Racing Team) – a 12.205
10. Max Wilson (Eurofarma RC) – a 13.101
11. Antonio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing) – a 13.460
12. Allam Khodair (Full Time Competições) – a 16.185
13. Popó Bueno (Shell Racing) – a 16.860
14. Ricardo Zonta (RZ Motorsport) – a 18.884
15. Rafael Suzuki (ProGP) – a 19.180
16. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 23.749
17. Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 24.238
18. Fabio Fogaça (Schin Racing Team) – a 28.971
19. Denis Navarro (Voxx Racing Team) – a 29.938
20. Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 31.221
21. Alceu Feldmann (Hanier Racing) – a 32.397
22. Luciano Burti (Vogel Motorsport) – a 42.104
23. Mauri Zaccarelli (RC3 Bassani) – a 1 volta
24. Felipe Tozzo (Boettger Competições) – a 1 volta
25. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – a 4 voltas
26. Felipe Fraga (Vogel Motorsport) – a 5 voltas
Não completaram 75% da prova:
27. Rafa Matos (Hot Car Competições)
28. Daniel Serra (Red Bull Racing)
29. Diego Nunes (C2 Team)
30. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC)
31. Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing)
32. Lucas Foresti (RC3 Bassani)
33. Bia Figueiredo (ProGP)
34. Galid Osman (Ipiranga-RCM) – Excluído
Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *