Stock: Serrinha será companheiro de Orsi na RedBull em 2007

Vice-campeão da Stock Car Light este ano, “Serrinha” fará sua estréia na principal categoria do automobilismo brasileiro no ano que vem.


Em tempo de Natal, uma mensagem de otimismo endêmico: sonhos se realizam.


Não acredita? Pergunte para Daniel Serra, novo piloto da equipe Red Bull Stock Car para a temporada 2007 da principal categoria do automobilismo brasileiro.


“Quando eu estava andando na Europa, passando dificuldades, olhava aquelas equipes de ponta da Red Bull e sonhava: ‘Bem que eu podia fazer parte desse time…’”, revela o paulistano, vice-campeão da Stock Car Light em 2006 após três temporadas competindo em monopostos (aos curiosos, pouparemos uma visita ao Google: “Serrinha” competiu no Velho Mundo contra o atual piloto de testes da Red Bull Racing na Fórmula 1, Michael Ammermuller).


“Seja F1, NASCAR ou DTM, a Red Bull já mostrou que não entra em nenhuma categoria para fazer o famoso ‘mais ou menos’, por isso tenho certeza de que estou em boas mãos”.


Filho do tricampeão da Stock, Chico Serra, Daniel passou metade dos seus 22 anos nas pistas, tendo estreado no kart aos 11. Contagiado pelo otimismo natalino, as expectativas do piloto para 2007 são ambiciosas – mas nem um pouco irrealistas, levando-se em conta que Serrinha venceu consecutivamente as três últimas etapas da Light nesta temporada, sua primeira em carros de turismo.


“Ano que vem estou entrando para ganhar. Claro que é muito complicado no meu primeiro ano, mas quem sabe? Pode acontecer. O que dá para dizer hoje é que não ficar entre os cinco primeiros no campeonato seria uma decepção”.


Nos testes coletivos realizados pela Stock Car em Interlagos no último dia 11/12, Serrinha conquistou a cobiçada vaga de companheiro de Hoover Orsi no segundo Volkswagen Bora da Red Bull Stock Car com o mais irrefutável dos argumentos automobilísticos: o cronômetro. Foi o mais rápido entre os 32 pilotos que testaram na parte da manhã.


“A maneira como o Daniel encarou o teste mostrou que ele, além de haver herdado o talento natural do pai, gosta muito do que faz e é extremamente dedicado”, elogia o chefe de equipe da Red Bull Stock Car, Amir Nasr (que, a muito custo, demoveu-nos do processo original para a escolha do companheiro de Hoover, que consistiria em colocar todos os candidatos em uma ilha deserta e forçá-los a comer os salgadinhos gordurosos que proliferam nos HCs da Stock.)


“Ele é altamente focado e interessado em aprender. Deixou uma ótima impressão em todos nós”.


Alçado ao papel de membro mais experiente do time, mesmo com apenas 28 anos, Hoover confirma o sentimento de Amir: “O Serrinha é um moleque gente fina que andou muito bem no primeiro ano de Light. Acredito muito no potencial dele”.


“É claro que vou estar sempre à disposição para ajudar no que for preciso, afinal é importante que os dois carros estejam sempre andando na frente,” continua. “Mas, sinceramente: considerando a experiência internacional e os resultados do Serrinha esse ano, acho que ele não vai precisar de muita ajuda não…”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *