Stock: Terceiro, Serrinha garante melhor grid da Red Bull Racing desde 2007

Após semana difícil, comandados de William Lube e Andreas Mattheis aproveitam pista molhada para melhorar desempenho em Interlagos.

Foram quatro dias de treinos em Interlagos antes da classificação disputada nesse sábado (28/3), valendo para a primeira etapa da Copa Nextel Stock Car em 2009. Nesses quatro dias, a melhor posição da Red Bull Racing havia sido na já distante segunda-feira, quando Daniel Serra marcou o 12º tempo. Também nesse dia veio o melhor desempenho de Cacá Bueno na semana, 18º – no dia seguinte, o carro do bicampeão seria largamente afetado por um incêndio logo de manhã.

Quando o cronômetro passou a realmente valer posições, porém, a figura mudou para os comandados de William Lube e Andreas Mattheis. Cerca de meia hora antes do treino de classificação começar, a chuva chegou ao autódromo de Interlagos, trazendo um ritmo frenético nos boxes enquanto as equipes modificavam os acertos dos seus carros.

Serrinha e Cacá foram para a pista no primeiro segmento do treino esperando que o piso molhado ajudasse – e ajudou. O piloto do carro 29 marcou um bom tempo logo no início da sessão e pôde assumir uma posição mais conservadora. O tempo de 1:48.936 foi suficiente para “segurar as pontas” na 15ª colocação (os 16 primeiros passam à fase seguinte).

Já Cacá teve de suar mais o macacão. A primeira volta rápida do piloto do carro 0 parecia suficiente para assegurar um lugar entre os 16, mas a chuva diminuiu o ritmo no final desse segmento do treino e tornou a pista mais rápida. Foi na sua última tentativa de volta rápida que o bicampeão garantiu o 11º lugar, com 1:48.815.

O sacrifício custou a Cacá um jogo de pneus a mais, que fez falta no segmento seguinte. Os pilotos que saíram primeiro à pista tiveram vantagem, e, no final do chamado “Q2”, com a pista mais molhada, Cacá não teve condições de melhorar seu tempo de 1:49.324, que lhe dá o 15º posto no grid de largada de amanhã – nada mau para um carro que foi quase que completamente reconstruído ao longo de 36 horas frenéticas na virada de terça para quarta-feira.

No Q2, Serrinha novamente conseguiu uma volta bastante rápida logo no início do treino, e passou ao segmento final em quinto, marca de 1:48.537. Para o Q3, o último segmento reunindo os seis primeiros, uma novidade em 2009: a ordem agora é definida pela média das três melhores voltas de cada piloto.

Para Serrinha, brigar por uma reedição da pole obtida em Interlagos em 2007 seria difícil – os dois carros da Vogel, guiados por Thiago Camilo e Paulo Salustiano, lideraram os dois segmentos anteriores.

“Confesso que não esperava chegar ao Q3, especialmente depois que começou a chover – havíamos feito várias modificações em busca de um melhor acerto no seco. Mas chuva é chuva, as coisas mudam completamente e felizmente conseguimos encontrar um acerto competitivo. Vamos ver, espero que nosso desempenho continue assim amanhã”, declarou Daniel Serra.

Assim, o terceiro posto obtido pelo carro 29, logo atrás de Salu e Camilo, teve sabor de vitória. A média de 1:48.674 conquistada por Serrinha ficou a apenas 0.253 da pole position, e garante à Red Bull Racing seu melhor resultado em classificação desde a estreia do time na Stock Car, com pole do próprio Daniel Serra, em 2007. Serrinha também é, ao menos até amanhã, o terceiro colocado no campeonato: em 2009, o pole marca três pontos, o segundo colocado, dois, e o terceiro, um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *