Stock: Terra Racing: preparada para mais uma temporada

Time de José Avallone Neto disputa sua quinta temporada na principal categoria do automobilismo brasileiro com uma forte dupla: Felipe Maluhy e Rodrigo Sperafico.

Tudo pronto para mais uma temporada da Copa Nextel Stock Car. Neste domingo, dia 13, a categoria realiza no circuito de Interlagos, em São Paulo, a 1ª etapa do campeonato 2008. Apesar de algumas novidades e mudanças, a disputa acirrada promete ser a mesma na principal competição do automobilismo nacional.


Na equipe Terra Racing, Felipe Maluhy, quinto colocado em 2007, terá um novo companheiro: o paranaense Rodrigo Sperafico, atual vice-campeão. A forte dupla espera brigar por vitórias e estar novamente no Playoff decisivo ao final do ano. Esta será a quinta temporada do time, dirigido pelo experiente engenheiro José Avallone Neto, na Stock Car.


Os treinos para a etapa inaugural de 2008 terão início nesta quinta-feira (10). Sexta (11) haverá mais duas sessões livres e o classificatório acontecerá no sábado (12), já com o novo formato, dividido em três partes. No domingo (13), a largada está prevista para as 11 horas (ao vivo na TV Globo).


Há 15 dias, as equipes estiveram no circuito para testar os novos pneus Goodyear e o novo diferencial. “Apesar de não termos terminado entre os cinco primeiros no geral, acredito que temos chances de andar na frente e estamos no caminho certo. Nos treinos, poupamos o equipamento para poder analisar os dados colhidos nos dois dias e chegaremos ao coletivo de quinta-feira com um passo à frente”, declarou Maluhy, de 30 anos.


“Já estou adaptado à equipe e o próximo passo é a adaptação da equipe/piloto com os novos pneus e diferencial. Acho que até a primeira corrida não saberemos de tudo”, diz com cautela Rodrigo, de 28 anos.


Maluhy tem um bom retrospecto no circuito paulista (três poles e dois pódios) e espera um bom resultado. “Gosto muito de Interlagos. Esta pista tem um mix de tudo. Acho que é a mais completa do nosso calendário. Temos de aproveitar esse retrospecto que temos aqui”. Rodrigo também tem um pódio em Interlagos, em 2006, quando chegou em terceiro lugar.


Os pilotos também comentaram sobre a chicane na Curva do Café, que não será utilizada nesta primeira etapa. A iniciativa é melhorar a segurança no local, onde na última prova de 2007 uma batida causou a morte do piloto Rafael Sperafico, da Stock Car Light.


Nos treinos do mês passado, a chicane foi testada, mas o asfalto no local estava se soltando e não houve tempo para recapear a área para essa primeira etapa. “O objetivo número 1 seria recuar a arquibancada e asfaltar a área de escape. Enquanto isso não é possível, temos que fazer o que está ao nosso alcance para melhorar a segurança. Temos uma agenda para fazer uma vistoria em todos os autódromos e eu tenho o comprometimento comigo mesmo de tentar colaborar para que, dentro da nossa realidade, a gente consiga aumentar a segurança do nosso trabalho, sem perder a essência do automobilismo profissional”, explicou Maluhy.


“Espero que na segunda corrida em São Paulo, a chicane já esteja pronta. A intenção foi boa, mas só precisa de uma pequena reforma no local e, tenho certeza de que, no final todos gostarão”, completou Sperafico.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *