Stock: Um olho na pista, outro no termômetro

Etapa de Campo Grande vai exigir muito dos pilotos, afirmam Maluhy e Duda

O típico e forte calor local e a baixa umidade relativa do ar que predominam em Campo Grande nas últimas semanas vão exigir muito mais que um bom preparo físico dos pilotos para a oitava etapa da temporada 2010 da Stock Car. Quem afirma isso é a dupla de pilotos da equipe Officer ProGP, Felipe Maluhy e Duda Pamplona, que já se preparam para enfrentar uma verdadeira maratona rumo à bandeirada de chegada da corrida que vai definir os 10 pilotos que disputarão o título da categoria neste ano. Na reunião que definiu os pontos críticos da preparação mecânica para essa prova o staff técnico do time baseado em Petrópolis (RJ), especificou os pontos cruciais para resisitir aos 50 minutos de prova, como explica Pamplona:

“Teremos preocupação especial com as temperaturas de água e óleo e com o desgaste dos pneus e dos freios. Apesar de indicações de que o clima voltará à normalidade no final de semana, por enquanto estamos nos preparando para pilotar com um olho na pista e outro no painel de instrumentos.”

Segundo Zeca Giaffone, supremo da JL Racing Parts (empresa que cuida da preparação e manutenção dos motores e da construção dos Stock Cars), a preparação para Campo Grande deverá exigir novas especificações para as mangueiras de água e dos dutos de refrigeração. Dentro dessa premissa, a equipe Officer ProGP checou os recentes registros meteorológicos da capital sul-matogrossense e os números encontrados, embora críticos, não chegaram a surpreender, como comenta Felipe Maluhy:

“Nesta segunda-feira a umidade relativa do ar foi da ordem de 20%, algo raro nessa região situada ao lado do Pantanal. O ponto positivo dessa pesquisa é que na terça voltou a chover e há previsão de normalização desses índices graças à chegada de uma massa polar que já provoca chuvas fortes no Rio Grande do Sul nos últimos dias. Se esta previsão se confirmar será muito bom, pois permitirá andar ainda mais forte na corrida onde quero consolidar minha presença no playoff deste ano.”

A disputa pelas dez vagas que disputarão o título deste ano será um atrativo extra à prova de Campo Grande. Dos dez primeiros apenas seis estão matematicamente garantidos até o momento, sendo que Felipe Maluhy aparece em sétimo e Duda Pamplona em décimo-quarto. Isto garante uma corrida ainda mais equilibrada que o padrão da categoria, como afirma Fábio Gaia, diretor esportivo da equipe Officer ProGP:

“Normalmente já bastante competitiva, a Stock Car se prepara para um duelo especial. No nosso caso vamos embarcar para Campo Grande com um objetivo único: trabalhar para manter o Maluhy na tropa de elite da categoria e dar a as armas e munição suficientes para o Duda reforçar nossa equipe na briga pelo título de 2010. Quem ganha com isso é o público, que terá a oportunidade de ver grandes duelos na pista.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *