Stock: Valdeno lamenta quebra da homocinética e comemora vaga no playoff

Piloto paraibano lidera metade das voltas na etapa de Brasília e, com abandono, termina fase classificatória como sexto colocado.

Valdeno Brito viveu emoções distintas entre si na oitava etapa da Copa Nextel Stock Car V8. Depois de conquistar sua primeira pole position na categoria e liderar metade da corrida deste domingo (23) em Brasília, o paraibano perdeu, com a quebra da homocinética, a chance de vencer pela primeira vez. O abandono a 15 voltas do final da prova não o impediu, contudo, de conquistar uma das 10 vagas no playoff que vai apontar o campeão de 2007.

“É claro que nosso objetivo aqui era vencer, mas o meu carro, que estava muito bom no início, começou a perder aderência da metade da prova em diante”, cita o paraibano. Ele liderou até a 21ª volta, instante em que foi ultrapassado por Ricardo Zonta. O paranaense manteve-se à frente até faltarem cinco voltas para o final, quando abandonou com problemas nos pneus de seu carro e abriu caminho para a vitória do sul-mato-grossense Hoover Orsi.

Enquanto o rendimento do carro foi satisfatório, Valdeno Brito administrou a liderança, defendendo-a na largada – que não teve acidentes – e também após as duas primeiras intervenções do safety car, motivadas pelos acidentes de Chico Serra e Antonio Pizzonia. Na 24ª volta, com a aderência dos pneus apresentando um nível crítico, caiu de segundo para quinto. “Na redução de marcha, o carro perdeu a traseira, foi sorte não ter rodado”, reconheceu.

Apesar da quebra e do abandono, Brito, que compete pela Neo Química-Neosoro/JF Racing, deixou satisfeito o circuito brasiliense. Manteve-se em sexto na classificação e está na lista dos 10 pilotos que vão disputar o título. “O objetivo principal era a vaga, felizmente conseguimos”, disse. Os demais classificados são Cacá Bueno, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Ingo Hoffmann, Marcos Gomes, Daniel Serra, Hoover Orsi, Felipe Maluhy e Rodrigo Sperafico.

O goiano Ruben Fontes, companheiro de equipe de Brito, ficou em 16º na corrida, fora da zona de pontuação. Largando em 17º, precisava terminar entre os cinco primeiros para também ter uma vaga no playoff. A necessidade do resultado lançou-o a um início de corrida agressivo. Completou a primeira volta em décimo. Na quarta volta, já estava em sétimo. “Eu precisava ganhar posições no início para poupar o equipamento da metade para o final”, explicou.

“Eu vinha bem, mas levei uma batida do Marcos Gomes que praticamente acabou com a minha corrida. Caí para 15º”, resignou-se. Gomes foi punido com um drive thru pelo incidente. Fontes, mais tarde, envolveu-se em outro incidente, com o paranaense Thiago Marques. “Neste caso, foi uma coisa normal de corrida. Tentei passar por fora, os carros se tocaram e eu acabei rodando”, descreveu. A disputa entre Ruben e Marques tinha em jogo a sétima posição.

Sem marcar pontos, Fontes perdeu quatro posições na tabela de pontuação – passa a figurar em 16º lugar. “Eu saio desta primeira fase do campeonato com a sensação de dever cumprido. Vou dar tudo de mim para fazer bem as últimas quatro últimas corridas do ano”, completou. A nona etapa da Copa Nextel Stock Car V8, primeira válida pelo playoff, vai acontecer em 14 de outubro no Autódromo Internacional Oscar Galvez, em Buenos Aires, na Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *