Stock: Vencedor da primeira edição, Valdeno Brito diz estar pronto para o bi

A prova será no dia 5 de setembro, no Autódromo de Interlagos

Vencedor da primeira edição da Corrida do Milhão, em 2008, no Rio de Janeiro, o paraibano Valdeno Brito já sentiu o gostinho de ganhar a mais importante prova da temporada na Copa Caixa Stock Car. O piloto da equipe Cosan Mobil Super Racing (Chevrolet) chega pronto para defender o título e, por que não, tentar o bicampeonato. A prova será neste domingo, dia 5 de setembro, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, a partir das 11h.

A Corrida do Milhão Goodyear, válida pela sétima etapa da temporada, terá 36 voltas ou 65 minutos de muita emoção na disputa pelo primeiro lugar e o incrível prêmio de um milhão de reais. A Rede Globo de Televisão fará a transmissão ao vivo e na íntegra para todo o país, dentro do Esporte Espetacular. A programação do final de semana ainda prevê a quinta prova da Copa Chevrolet Montana, divisão de acesso da Stock Car; e a quarta corrida do Mini Challenge.

Num bate-papo descontraído, Valdeno, que atualmente ocupa a 15ª posição, com 20 pontos e fez a pole na terceira etapa, no Velopark, fala das expectativas para a prova e prevê uma disputa equilibrada. Ele, porém, considera que o trabalho das equipes será fundamental na edição 2010 da Corrida do Milhão Goodyear, justamente por ter uma característica diferenciada.

1) Qual sua expectativa para a sétima etapa?

Valdeno – Na Stock Car, vencer uma corrida é extremamente difícil, pois temos pilotos e equipes de excelente qualidade. E essa corrida, em especial, torna-se ainda mais difícil por ser mais longa, e consequentemente mais desgastante tanto fisicamente quanto para o equipamento. A equipe também terá um trabalho fundamental, pois serão dois pit stops e para vencermos tudo tem que sair perfeito. Deverá ser uma prova emocionante.

2) Qual a “estratégia” para manter o título de vencedor do Milhão?

Valdeno – Apesar do formato da corrida ser diferente (mais longa e com um pit stop extra), ela tem que ser encarada com a mesma seriedade com que encaramos as outras. Claro que por pagar um prêmio milionário, a motivação é ainda maior. Vencerá talvez não necessariamente o piloto mais rápido, e sim o que, juntamente com sua equipe, não cometer erros.

3) Você gosta da pista de Interlagos?

Valdeno – Interlagos é a pista que todos conhecem melhor, o que torna a disputa ainda mais difícil. Mas gosto dela sim, não só pelo traçado, mas pela estrutura toda que ela nos proporciona.

4) Alguns pilotos acham que a etapa de São Paulo será a mais importante do ano, você concorda? Por que?

Valdeno – Sim. Porque além de ser uma corrida especial pelo prêmio que pagará ao vencedor, é a etapa que deixará mais perto a vaga para a Super Final.

5) Você acredita que ainda dá para brigar por uma vaga na Super Final?

Valdeno – Tenho certeza que sim. Tive duas quebras que me prejudicaram muito em Interlagos e no Velopark, quando eu marcaria muitos pontos. E também um erro meu em Jacarepaguá. Mas nas próximas duas corridas, se Deus quiser, carimbaremos o passaporte para pela quarta vez seguida. Também entrei com um recurso referente à corrida de Ribeirão Preto, pelas minhas contas, ficarei a um ponto do 10º colocado, na 11ª posição.

6) O que pode fazer a diferença na Corrida do Milhão?

Valdeno – Além do carro rápido, o trabalho da equipe nas paradas e saber poupar o equipamento e pneus. Será assim como na última Corrida do Milhão, uma prova bem desgastante.

7) Já pensou o que fazer com o prêmio? E a propósito, o que fez com o dinheiro da primeira edição da corrida?

Valdeno – Com o da primeira, construí a casa que moro hoje com minha família em Londrina. Depois que ganhar a próxima, pensarei o que fazer com a grana (risos). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *