Super GT: João Paulo disputa corrida de longa duração

O piloto brasileiro João Paulo de Oliveira (Nissan) vai participar neste domingo de sua primeira corrida de longa duração. Depois de sete anos só correndo de monopostos, neste final de semana ele dividirá um Nissan Fairlady com mais dois pilotos, para disputar os 1.000 Km de Suzuka, sexta etapa do Campeonato Japonês de Super GT.

“Estou mais motivado do que nunca em fazer uma grande prova. Ansioso em chegar a Suzuka e começar os treinos. Nossas perspectivas são boas, temos grandes chances, mas não podemos errar. Espero que todos façam sua parte”, avisa João Paulo.

Das nove etapas do campeonato, sete tem 300 km de duração, uma de 500 km, sempre exigindo a condução de dois pilotos, e agora esta de 1.000 km, onde três pilotos se revezarão nos Gran Turismo com 500 hp de potência. O trio vai utilizar o mesmo carro que Yokomizo bateu e destruiu na etapa anterior, em Sugo. O Fairlady Z foi totalmente refeito pela Nissan e teoricamente está em perfeitas condições. “Essa é uma corrida de resistência e bastante paciência. Isso não favorece a ninguém. Acho que a distancia não muda nossas chances na corrida”, aponta João Paulo.

Para a única prova longa do calendário do principal certame asiático de carros de turismo, João Paulo continuará com a companhia do japonês Naoki Yokomizo e contará com a estréia do britânico Darren Manning, para dividirem a condução durante as 173 voltas no circuito de 5.807 metros que sedia o GP do Japão de Fórmula 1. “O Darren se mostrou muito bem no teste que fizemos a algumas semanas atrás em Motegi. Ele se adaptou rapidamente ao carro e ao fim do dia já estava a menos de um segundo do meu tempo mais rápido. Além disso, ele foi muito consistente no teste e isso é o mais importante para Suzuka”, opinou o campeão japonês de Fórmula 3 de 2005.

Outra novidade desta prova de gala da Super GT é a estréia do brasileiro Fábio Carbone, que regularmente corre de Fórmula 3 no Japão. O paulista também vai defender a Nissan, como terceiro piloto da dupla Michael Krumm/Richard Lyons. “Ele é um piloto que sempre acompanhei de perto e somos amigos. Portanto, espero que essa chance venha a render a ele uma possível negociação com a Super GT no próximo ano. Desejo sorte a ele”, apoia João Paulo, um dos pilotos mais prestigiados da categoria.

A classificação do Campeonato Japonês de Super GT500 após cinco etapas está assim:
1 – 8 Daisuke Ito / Ralph Firman (Honda NSX), 53;
2 – 1 Yuji Tachikawa / Toranosuke Takagi (Toyota Lexus SC430), 47;
3 – 18 Ryo Michigami / Takashi Kogure (Honda NSX), 46;
4 – 22 Michael Krumm / Richard Lyons (Nissan Fairlady Z), 46;
5 – 36 Juichi Wakisaka / Andre Lotterer (Toyota Lexus SC430), 45;
6 – 23 Satoshi Motoyama / Tsugio Matsuda (Nissan Fairlady Z), 44;
7 – 100 Sebastien Philippe / Shinya Hosokawa (Honda NSX), 34;
8 – 12 Benoit Treluyer / Kazuki Hoshino (Nissan Fairlady Z), 30;
9 – 35 Naoki Hattori / Peter Dumbreck (Toyota SC), 27;
10 – 6 Akira Iida / Tatsuya Kataoka (Toyota Lexus SC430), 22;
11 – 3 João Paulo de Oliveira / Naoki Yokomizo (Nissan Fairlady Z), 18;
12 – 32 Loic Duval / Hideki Mutoh (Honda NSX), 15;
13 – 25 Manabu Orido / Takeshi Tsuchiya (Toyota Supra), 11;
14 – 24 Erik Comas / Masataka Yanagida (Nissan Fairlady Z), 8;
15 – 66 Andre Couto / Katsuyuki Hiranaka (Toyota Supra), 4 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *