Toyota Racing Series: Em corrida muito equilibrada, Rodrigo Baptista faz boa corrida

Pedro Piquet termina em terceiro, Bruno Baptista em nono e Rodrigo Baptista em 15º

O inglês Lando Norris disparou na liderança do Toyota Racing Series, ao vencer neste sábado (30/1) pela terceira vez na temporada, desta vez a sétima etapa do certame monomarca que foi disputada no Hampton Downs Motorsports Park, em North Waikato, na Nova Zelândia. Entre os brasileiros, Pedro Piquet foi o terceiro, Bruno Baptista fiou em nono e Rodrigo Baptista em 15º.

“Pode não parecer, mas foi a minha melhor corrida até agora. Está extremamente equilibrado, a diferença do mais rápido para o mais lento a cada treino e corrida é de menos de um segundo. Mantive um bom ritmo, pena ter errado umas duas vezes e acabei ficando afastado do pelotão dianteiro”, comentou Rodrigo Baptista (HTPro Nutrition), que recebeu a bandeirada na 15ª posição depois de ter brigado para andar no pelotão dos dez primeiros. 

Rodrigo Baptista se posicionou na nona fila, mas teve problema em seu carro e o motor apagou antes da partida. Consequentemente largou mal. Depois veio bem, passou três carros e ai errou na hora que poderia ter passado mais dois porque era mais rápido.

“A pista esquentou muito e o meu carro ficou saindo um pouco de traseira. Se não fosse uma erradinha no final poderia ter terminado pelo menos em 13º. Vamos melhorar para as próximas duas corridas, ganhar posições e somar mais pontos”, assegura o piloto que está iniciando a sua segunda temporada no automobilismo. A oitava etapa será realizada a partir das 20 horas (horário de Brasília) deste sábado, enquanto que o encerramento da terceira rodada dupla será as 23h30.

O Toyota Racing Series é disputado por pilotos de 13 países. Utiliza monopostos com chassi do Fórmula 3 italiano Tatuus, com motor Toyota de 1.800 cc, produzindo 215 hp de potência, câmbio sequencial de seis marchas e pneus Michelin. Os motores e sistemas de gerenciamento de computador são selados, e os 19 pilotos estão divididos em apenas quatro equipes, o que provoca um equilíbrio e competitividade muito grandes.

Confira o resultado da sétima etapa:

1)Lando Norris (Inglaterra), 15 voltas em 15min22s954; 

2) Jehan Daruvala (Índia), a 1s533;

3) Pedro Piquet (Brasil), a 4s964; 

4) James Munro (Nova Zelândia), a 8s350;

5) Brendon Leitch (Nova Zelândia), a 8s691;

6) Ferdinand Habsburg (Áustria), a 12s750;

7) Guanyu Zhou (China), a 13s876;

8) Antoni Ptak (Polônia), a 16s288;

9) Bruno Baptista (Brasil), a 20s878;

10) Taylor Cockerton (Nova Zelândia), a 20s912;

11) Devlin DeFrancesco (Canadá), a 21s215;

12) Artem Markelov (Rússia), a 21s802;

13) Timothe Buret (França), a 22s544;

14) Julian Hanses (Alemanha), a 23s448;

15) Rodrigo Baptista (Brasil), a 24s632; 

16) William Owen (EUA), a 25s875;

17) Kami Laliberté (Canadá), a 27s430;

18) Theo Bean (EUA), a 47s551; 

19) Nicolas Dapero (Argentina), a 3 voltas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *