Toyota Racing Series: Rodrigo Baptista termina em 11º na Nova Zelândia

Pedro Piquet vai largar da pole na quinta etapa. Rodrigo Baptista larga em 11º e Bruno Baptista em 18º

O indiano Jehan Daruvala, da Academia de Pilotos da Force India da F1 repetiu o resultado da prova anterior e venceu a quarta etapa da Toyota Racing Series, realizada na madrugada deste sábado (23/1) em Invercargill, na Nova Zelândia. O brasileiro Pedro Piquet recebeu a bandeirada da caótica corrida no veloz circuito de Teretonga em quarto, com Rodrigo Baptista (HTPro Nutrition) em 11º e Bruno Baptista abandonou em virtude de acidente.

A competição começou depois de uma hora e meia de atraso, em virtude de acidentes nas provas anteriores, sempre provocados pela constante chuva. Na Fórmula Toyota não foi diferente, com três bandeiras amarelas e duas paralisações com bandeira vermelha em 15 voltas. E o resultado final foi decidido na última relargada, quando Daruvala ultrapassou o inglês Lando Norris, que largou da pole position e liderou 13 das 15 voltas.

“Foi uma corrida muito truncada e tumultuada. Tivemos praticamente só umas quatro voltas com bandeira verde. Felizmente não me envolvi em nenhum acidente e agora vamos tentar deixar o carro melhor para estas duas próximas etapas”, comentou Rodrigo Baptista, que vem sofrendo com a falta de desempenho de seu monoposto.

O grid de largada para a quinta etapa, que será disputada a partir das 20 horas (horário de Brasília) deste sábado será de acordo com o resultado da terceira etapa. No entanto, foi efetuado um sorteio entre os primeiros colocados, que decidiu a inversão parcial do grid. Como não existe vencedor sem sorte, quem sairá na posição privilegiada será Pedro Piquet, com o polonês Antoni Ptak ao seu laldo. A segunda fila será formada pelo inglês Lando Norris e Daruvala, em quarto. Rodrigo Baptista largará do 11º posto, enquanto Bruno Baptista partirá do 18º lugar.

O encerramento da segunda rodada dupla da Toyota Racing Series será a 0 hora de domingo (24/1), com o inglês Lando Norris largando da pole position. Pedro Piquet sairá em oitavo, Bruno Baptista em 12º e Rodrigo Baptista em 19º.

O Toyota Racing Series é disputado por pilotos de 13 países. Utiliza monopostos com chassi do Fórmula 3 italiano Tatuus, com motor Toyota de 1.800 cc, produzindo 215 hp de potência, câmbio sequencial de seis marchas e pneus Michelin. Os motores e sistemas de gerenciamento de computador são selados, e os 19 pilotos estão divididos em apenas quatro equipes, o que provoca um equilíbrio e competitividade muito grandes.

Confira o resultado da quarta etapa:

1) Jehan Daruvala (Índia), 14 voltas em 18min23s526;

2) Lando Norris (Inglaterra), a 0s305;

3) Antoni Ptak (Polônia), a 2s807;

4) Pedro Piquet (Brasil), a 3s295; 

5) Brendon Leitch (Nova Zelândia), a 3s412;

6) Artem Markelov (Rússia), a 3s807;

7) Ferdinand Habsburg (Áustria), a 4s404;

8) Timothe Buret (França), a 5s318;

9) Guanyu Zhou (China), a 5s651;

10) Nicolas Dapero (Argentina), a 6s138; 

11) Rodrigo Baptista (Brasil), a 8s960; 

12) William Owen (EUA), a 9s384;

13) Taylor Cockerton (Nova Zelândia), a 9s779;

14) James Munro (Nova Zelândia), a 9s894;

15) Theo Bean (EUA), a 11s151; 

16) Julian Hanses (Alemanha), a 6 voltas;

17) Kami Laliberté (Canadá), a 10 voltas;

18) Bruno Baptista (Brasil), a 10 voltas;

19) Devlin DeFrancesco (Canadá), a 14 voltas.

Confira os tempos do grid para a sexta etapa:

1)Lando Norris (Inglaterra), 52s860;

2) Ferdinand Habsburg (Áustria), 52s966;

3) Artem Markelov (Rússia), 53s084;

4) Brendon Leitch (Nova Zelândia), 53s135;

5) Antoni Ptak (Polônia), 53s200;

6) Devlin DeFrancesco (Canadá), 53s268;

7) Jehan Daruvala (Índia), 53s274;

8) Pedro Piquet (Brasil), 53s427; 

9) Kami Laliberté (Canadá), 53s566;

10) Guanyu Zhou (China), 53s582;

11) Nicolas Dapero (Argentina), 53s705; 

12) Bruno Baptista (Brasil), 53s734;

13) James Munro (Nova Zelândia), 53s835;

14) Taylor Cockerton (Nova Zelândia), 53s969;

15) Julian Hanses (Alemanha), 53s977; 

16) Timothe Buret (França), 54s138;

17) William Owen (EUA), 54s148;

18) Theo Bean (EUA), 54s288; 

19) Rodrigo Baptista (Brasil), 54s447. 

Pontuação do Toyota Racing Series após as três primeiras etapas: 

1) Ferdinand Habsburgo (Áustria), 184; 2) Artem Markelov (Rússia), 181; 3) Lando Norris (Inglaterra), 171; 4) Guanyu Zhou (China), 163; 5) Jehan Daruvala (Índia), 140; 6) Brendon Leitch (Nova Zelândia), 130; 7) Pedro Piquet (Brasil), 109; 8) Antoni Ptak (Polônia), 103; 9) Devlin DeFrancesco (Canadá), 102; 10) Timothe Buret (França), 100; 11) Taylor Cockerton (Nova Zelândia), 96; 12) James Munro (Nova Zelândia), 78; 13) Bruno Baptista (Brasil), 78; 14) Kami Laliberte (Canadá), 66; 15) Nicolas Dapero (Argentina), 61; 16) William Owen (EUA), 58; 17) Rodrigo Baptista (Brasil), 46; 18) Julian Hanses (Alemanha), 44; 19) Theo Bean (EUA), 38.

Veja o calendário da Toyota Racing Series 2016:

16 e 17/1 – Ruapuna Park (Christchurch)

23 e 24/1 – Teretonga Park Raceway (Invercargill)

29 a 31/1 – Hampton Downs (North Waikato)

06 e 07/2 – Taupo Motorsport Park (Taupo)

12 a 14/2 – Manfeild Autocourse (Feilding)

Acompanhe os tempos pelo website : http://www.race-monitor.com

Acompanhe a Toyota Racing Series pelo website: http://www.toyota.co.nz/racing/toyota-racing-series

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *